icons.title signature.placeholder Marcelo Perillier
icons.title signature.placeholder Marcelo Perillier
14/07/2013
18:06


Se ano passado, na estreia de Seedorf pelo Botafogo, o Grêmio colocou água no chopp alvinegro, neste ano a história não se repetiu. No primeiro jogo de Renato Gaúcho sob o comando do Tricolor gaúcho na nova Arena do clube, o Grêmio superou o Glorioso por 2 a 1, com dois de Vargas. O resultado custou caro para o Glorioso, que deu adeus a liderança do Brasileiro.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe o Náutico, em São Januário, às 21h de sábado, em São Januário. Enquanto o Grêmio, viaja até Santa Catarina, onde enfrenta o Criciúma, no mesmo dia, às 18h30, no estádio Heriberto Hülse.

PRIMEIRO TEMPO AGITADO

A partida entre Botafogo e Grêmio marcou a estreia do técnico Renato Gaúcho na nova casa do Tricolor. Apesar da festa feita pela torcida, o treinador teve um problema de última hora para solucionar. O centroavante Barcos foi vetado da partida. Para o seu lugar, Renato escolheu Kléber.


Renato vibra em seu primeiro jogo na Arena (Foto: Ricardo Rímoli/LANCE!Press)

O jogo começou animado, com as duas equipes buscando o gol. Logo aos 3 minutos, Elano cobrou uma falta da intermediária, levando perigo ao gol de Jefferson. Em resposta, Rafael Marques cruzou da direita e Renato, de voleio, mandou por cima.

Aos 12, Alex Telles fez uma boa investida pela direita e mandou a bola para a área. A pelota encontrou Vargas, que chutou sem chances para Jefferson. Festa da torcida tricolor na Arena.

O tento acordou o Grêmio, que passou a dominar o confronto. Na melhor oportunidade para ampliar, Kléber mandou um balaço da grande área, mas Jefferson estava atento no lance. Um pouco depois da jogada, a estrela de Seedorf brilhou. Em lance individual, o holandês dominou, saiu de dois marcadores e mandou uma bomba, que foi morrer no ângulo direito do gol de Dida.


Seedorf marcou um golaço, após driblar dois marcadores (Foto:Ricardo Rímoli/LANCE!Press)

Apesar de ter sofrido o empate, o Grêmio não se abateu e foi para cima do Botafogo e no fim do primeiro tempo conseguiu ampliar. Aos 33 minutos, em grande confusão na área, a bola sobrou para Vargas anotar o segundo dele na partida. O Botafogo reclamou do lance, pois o bandeirinha havia assinalado impedimento de Kléber, porém, após a marcação do árbitro Paulo Cesar Oliveira, que validou o gol, o auxiliar acabou voltando atrás. Gol e polêmica na partida.


Jogadores do Botafogo reclamam da arbitragem (Foto: Ricardo Rímoli/LANCE!Press)

SEGUNDO TEMPO DE PRESSÃO ALVINEGRA

Botafogo começou o segundo tempo com a corda toda. Logo no primeiro minuto, Seedorf bateu escanteio e Marcelo Mattos emendou um chute na pequena área para uma grande defesa de Dida. Após o lance, o Glorioso dominou as ações no meio de campo, mas sem produzir jogadas de grande perigo.

Em dois lances iniciados pela direita, quase o Botafogo conseguiu igualar o placar. No primeiro, Lodeiro errou um chute cara a cara com Dida. Depois, o uruguaio cruzou a bola e Rafael Marques cabeçeou com perigo na meta de Dida. O Grêmio, aos 25, fez a primeira jogada de efeito. Pará cruzou para Zé Roberto, mas o camisa 10 gremista chutou em cima da zaga.

Vargas marcou os dois gols do Grêmio contra o Botafogo (Foto: Ricardo Rimoli/ LANCE!Press)

O Botafogo não se dava por vencido e continuava buscando o empate. O técnico Oswaldo de Oliveira promoveu as entradas de Elias e Henrique, nos lugares de Vitinho e Lodeiro, e jogou seu time totalmente para o ataque. As substituições surtiram efeito e o Glorioso seguia pressionando. No lance de maior expressão, Henrique mandou um balaço da pequena área, mas a bola passou longe do gol de Dida.

Com o resultado, o Botafogo perdeu a liderança e caiu para terceiro na tabela. Enquanto o resultado deixou o Grêmio, em sexto, perto da zona de classificação para a Libertadores.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 X 1 BOTAFOGO

Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 14/7/2013 – 16h(de Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar Oliveira (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP)
Público pagante/renda: 28.014 pessoas/ R$ 1.335.155,00
Cartões Amarelos: Adriano, Vargas, Kleber (GRE); Vitinho, Marcelo Mattos (BOT)
Cartões Vermelhos: -

GOLS: Vargas - 12'/1ºT (1-0) e 33'/1ºT (2-1), Seedorf - 19'/1ºT (1-1)

GRÊMIO: Dida, Pará, Werley, Bressan e Alex Telles; Adriano, Souza (Matheus Biteco - 36'/2ºT), Zé Roberto e Elano (Maxi Rodríguez - 24'/2ºT); Vargas (Cris - 48'/2ºT) e Kleber - Técnico: Renato Gaúcho

BOTAFOGO: Jefferson, Lucas (Gilberto - 15'/2ºT), Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Renato, Lodeiro (Elias - 21'/2ºT), Seedorf e Vitinho (Henrique - 30'/2ºT) ; Rafael Marques - Técnico: Oswaldo de Oliveira



Se ano passado, na estreia de Seedorf pelo Botafogo, o Grêmio colocou água no chopp alvinegro, neste ano a história não se repetiu. No primeiro jogo de Renato Gaúcho sob o comando do Tricolor gaúcho na nova Arena do clube, o Grêmio superou o Glorioso por 2 a 1, com dois de Vargas. O resultado custou caro para o Glorioso, que deu adeus a liderança do Brasileiro.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe o Náutico, em São Januário, às 21h de sábado, em São Januário. Enquanto o Grêmio, viaja até Santa Catarina, onde enfrenta o Criciúma, no mesmo dia, às 18h30, no estádio Heriberto Hülse.

PRIMEIRO TEMPO AGITADO

A partida entre Botafogo e Grêmio marcou a estreia do técnico Renato Gaúcho na nova casa do Tricolor. Apesar da festa feita pela torcida, o treinador teve um problema de última hora para solucionar. O centroavante Barcos foi vetado da partida. Para o seu lugar, Renato escolheu Kléber.


Renato vibra em seu primeiro jogo na Arena (Foto: Ricardo Rímoli/LANCE!Press)

O jogo começou animado, com as duas equipes buscando o gol. Logo aos 3 minutos, Elano cobrou uma falta da intermediária, levando perigo ao gol de Jefferson. Em resposta, Rafael Marques cruzou da direita e Renato, de voleio, mandou por cima.

Aos 12, Alex Telles fez uma boa investida pela direita e mandou a bola para a área. A pelota encontrou Vargas, que chutou sem chances para Jefferson. Festa da torcida tricolor na Arena.

O tento acordou o Grêmio, que passou a dominar o confronto. Na melhor oportunidade para ampliar, Kléber mandou um balaço da grande área, mas Jefferson estava atento no lance. Um pouco depois da jogada, a estrela de Seedorf brilhou. Em lance individual, o holandês dominou, saiu de dois marcadores e mandou uma bomba, que foi morrer no ângulo direito do gol de Dida.


Seedorf marcou um golaço, após driblar dois marcadores (Foto:Ricardo Rímoli/LANCE!Press)

Apesar de ter sofrido o empate, o Grêmio não se abateu e foi para cima do Botafogo e no fim do primeiro tempo conseguiu ampliar. Aos 33 minutos, em grande confusão na área, a bola sobrou para Vargas anotar o segundo dele na partida. O Botafogo reclamou do lance, pois o bandeirinha havia assinalado impedimento de Kléber, porém, após a marcação do árbitro Paulo Cesar Oliveira, que validou o gol, o auxiliar acabou voltando atrás. Gol e polêmica na partida.


Jogadores do Botafogo reclamam da arbitragem (Foto: Ricardo Rímoli/LANCE!Press)

SEGUNDO TEMPO DE PRESSÃO ALVINEGRA

Botafogo começou o segundo tempo com a corda toda. Logo no primeiro minuto, Seedorf bateu escanteio e Marcelo Mattos emendou um chute na pequena área para uma grande defesa de Dida. Após o lance, o Glorioso dominou as ações no meio de campo, mas sem produzir jogadas de grande perigo.

Em dois lances iniciados pela direita, quase o Botafogo conseguiu igualar o placar. No primeiro, Lodeiro errou um chute cara a cara com Dida. Depois, o uruguaio cruzou a bola e Rafael Marques cabeçeou com perigo na meta de Dida. O Grêmio, aos 25, fez a primeira jogada de efeito. Pará cruzou para Zé Roberto, mas o camisa 10 gremista chutou em cima da zaga.

Vargas marcou os dois gols do Grêmio contra o Botafogo (Foto: Ricardo Rimoli/ LANCE!Press)

O Botafogo não se dava por vencido e continuava buscando o empate. O técnico Oswaldo de Oliveira promoveu as entradas de Elias e Henrique, nos lugares de Vitinho e Lodeiro, e jogou seu time totalmente para o ataque. As substituições surtiram efeito e o Glorioso seguia pressionando. No lance de maior expressão, Henrique mandou um balaço da pequena área, mas a bola passou longe do gol de Dida.

Com o resultado, o Botafogo perdeu a liderança e caiu para terceiro na tabela. Enquanto o resultado deixou o Grêmio, em sexto, perto da zona de classificação para a Libertadores.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 2 X 1 BOTAFOGO

Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 14/7/2013 – 16h(de Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar Oliveira (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP)
Público pagante/renda: 28.014 pessoas/ R$ 1.335.155,00
Cartões Amarelos: Adriano, Vargas, Kleber (GRE); Vitinho, Marcelo Mattos (BOT)
Cartões Vermelhos: -

GOLS: Vargas - 12'/1ºT (1-0) e 33'/1ºT (2-1), Seedorf - 19'/1ºT (1-1)

GRÊMIO: Dida, Pará, Werley, Bressan e Alex Telles; Adriano, Souza (Matheus Biteco - 36'/2ºT), Zé Roberto e Elano (Maxi Rodríguez - 24'/2ºT); Vargas (Cris - 48'/2ºT) e Kleber - Técnico: Renato Gaúcho

BOTAFOGO: Jefferson, Lucas (Gilberto - 15'/2ºT), Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Renato, Lodeiro (Elias - 21'/2ºT), Seedorf e Vitinho (Henrique - 30'/2ºT) ; Rafael Marques - Técnico: Oswaldo de Oliveira