icons.title signature.placeholder Bruno Cassucci
24/12/2013
08:01

No San-São pela contratação do atacante Vargas, de 24 anos, o Santos leva ligeira vantagem sobre o rival São Paulo. Após se reunir com dirigentes de ambos os clubes, o Napoli (ITA) sentiu o Peixe mais flexível e empenhado nas negociações. A oferta alvinegra é melhor financeiramente, mas o tricolor ainda está na disputa.

Um dos fatores que pode facilitar a operação para o clube de Vila Belmiro é a entrada do zagueiro Bruno Uvini, de 22 anos no negócio. Reserva do time italiano, ele pode ser emprestado junto com Vargas.

Na viagem que fez à Itália na última semana, o superintendente de esportes do Peixe, André Zanotta, se encontrou com o atleta e gostou do que ouviu. No entanto, o Santos ainda não formulou uma proposta para o defensor. Isso só será feito após aval do Napoli para as contratações dele e do atacante chileno.

O clima na diretoria santista é de confiança, mas com certa parcela cautela. O clube espera uma resposta do Napoli nos próximos dias, mas acredita que, mesmo que tenha sucesso, só conseguirá selar a transferência no começo de 2014.

Entre o Peixe e Vargas já há um acerto quanto a salário e prêmios. O jogador prefere o Santos ao São Paulo pela proximidade com o compatriota Mena e a oportunidade de defender a equipe pela qual já passaram Pelé e Neymar.

Sábado o LANCE!Net mostrou que as ofertas dos rivais paulistas são parecidas. Ambos desejam o empréstimo por um ano meio, condição aceita pelo Napoli desde que haja uma cláusula liberando o chileno a qualquer momento caso haja uma oferta de compra que os agrade. Os italianos acreditam que o atacante pode se valorizar na Copa do Mundo e atrair o interesse de equipes da Europa. O vínculo do jogador vai até o meio de 2016.

Vale lembrar que o Peixe tem um valor a receber da venda de Rafael para o Napoli. Tal crédito será usado na contratação de Vargas.