icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/03/2014
15:38

Em busca de um título após quatro anos, o Grêmio começa a disputa do Campeonato Gaúcho em casa. O primeiro Gre-Nal decisivo acontece neste domingo, na Arena. O Tricolor quer fugir dos últimos empates e da regra dos últimos clássicos, de poucos gols, para abrir uma vantagem considerável no rival e encaminhar um possível título.

Os últimos três clássicos terminaram empatados - 1 a 1 neste ano, 2 a 2 no ano passado, ambos na Arena, e 1 a 1 no Centenário, em 2013. A última vitória gremista foi em agosto de 2012, no Beira-Rio. Os colorados venceram os reservas gremistas no Gauchão do ano passado, por 2 a 1, no Centenário. A última vitória por dois gols de diferença foi do Tricolor, por 2 a 0, justamente na final do Gauchão de 2010, no Beira-Rio. Já a do Inter foi por 4 a 1, em 2008, com grande atuação de D'Alessandro.

- Jogando em casa, uma primeira decisão, com apoio do torcedor, é importante ganhar o jogo. Não tomando gols e podendo fazer um placar maior, é sempre bom. O clássico tem saído poucos gols, tem sido placares apertados. Gre-Nal sempre foi assim. Espero que domingo seja diferente - comentou o zagueiro Werley.

Até porque o Grêmio terá que desviar a atenção da final. Após o primeiro jogo, viaja ainda na madrugada de segunda-feira para a Colômbia, onde enfrenta o Atlético Nacional, na quarta. Terá o próximo fim de semana de folga, pela festividades de abertura do Beira-Rio dias 5 e 6. Mas terá o duelo com o Nacional, dia 10, e a finalíssima do Gauchão, dia 13. Uma sequência complicada.

- Não digo que facilita, mas melhora um pouco se a gente conseguir vencer. São dois jogos. Temos que ter tranquilidade que não vamos fazer tudo em um jogo. Temos que jogar com o regulamento. Não sabemos onde vai ser o jogo de volta. Nossa torcida está empurrando, o time está em fase boa, e temos que fazer nossa trabalho em casa

O Grêmio treinará na tarde desta sexta-feira, no Estádio Olímpico. Na manhã deste sábado, irá trabalhar na Arena, A tendência é que Enderson Moreira repita pela quarta vez consecutiva a escalação.