icons.title signature.placeholder Daniela Caravaggi
20/03/2014
20:38

Após ser mencionada por Falcão na publicação que anunciou o "adeus" do jogador à Seleção Brasileira de Futsal, Vanessa desabafou os problemas enfrentados pela equipe feminina e a relação com a Confederação Brasileira de Futsal (CBFS). Um dos problemas é a dívida que a entidade tem com as jogadoras. Vencedoras do Mundial disputado o ano passado, na Espanha, a Seleção feminina ainda não recebeu a premiação da conquista e nem do Desafio Internacional dos 350 anos dos Correios, também realizado no fim de 2013.

Além disso, a jogadora afirmou que a Seleção quase não jogou o campeonato, pois a CBFS alegou que não tinha verba para bancar a viagem, que havia sido transferida para a Espanha. Uma vez resolvido o problema, elas ficaram alojadas em um ginásio em situações precárias. Sem um fisioterapeuta para acompanhá-las, elas tiveram que ir atrás do profissional no país.

- Queremos organização e valorização. Não temos um calendário, é tudo feito no improviso. O futsal feminino não está brigando para receber o que devem, mas para para ser valorizado. A minha luta é por isso. Para que as coisas sejam justas – desabafou Vanessa, em entrevista ao LANCE!Net..

Sem medo de possíveis consquências, Vanessa procura sempe manifestar suas opiniões a respeito dos problemas enfrentados pelo futebol feminino. Uma delas, quase lhe custou caro. Após comentar uma publicação de um jornalista em uma rede social, em que fazia críticas à falta de calendário da modalidade feminina, a jogadora teve seu pedido de declaração para prestação de contas para o Bolsa Atleta negado pela CBFS. A entidade alegou que não iria ajudar quem era contra e fazia críticas a ela. Após muita conversa e um pedido de desculpas ao presidente da Confederação, Vanessa conseguiu enfim o que tanto pediu e o que é seu de direito.

-Sempre dei "a cara para bater". A partir do momento que eu vi que as coisas só estavam regredindo no futsal feminino, resolvi brigar pela causa. Não sei se vou ser prejudicada ou não. Não sei se serei convocada novamente, mas brigo por uma modalidade - finalizou a jogadora.