icons.title signature.placeholder Francisco Loureiro
15/11/2013
13:06

O Valencia anunciou esta semana o seu mais novo projeto de finalização de seu estádio, que se encaixa nas finanças do clube, que está atolado em dívidas que se acumulam desde 2006. O ‘Nuevo Mestalla’ terá capacidade reduzida para 65.000, 10 mil a menos do que previa o projeto original. Apesar da redução, a diretoria do clube espanhol garante que o novo equipamento estará entre os melhores da Europa.  As obras de construção do estádio deverão estar concluídas em 18 meses.

O estádio começou a ser erguido em 2007, mas os problemas financeiros levaram o Valencia a interromper o projeto dois anos depois. A construção do estádio, segundo o projeto inicial, fora orçada em € 300 milhões (R$ 933 milhões). Desde então, o clube busca uma solução adequada à sua nova realidade financeira. Refeitos os cálculos,  o 'Nuevo Mestalla', assinado pelo escritório de arquitetura RFA, custará até € 100 milhões (R$ 312 milhões) a menos que o original.

- Até hoje o estádio já consumiu € 98 milhões (R$ 304 milhões), e o projeto original precisaria de pelo menos mais € 160 milhões (R$ 497 milhões). Depois de meses de conversas com a UTE Group (proprietária da FCC), conseguimos reduzir os custos – detalhou Mark Fenwick, arquiteto responsável pela obra, ressaltando que o novo projeto prevê uma economia de pelo menos € 60 milhões (R$ 186,6 milhões) com relação ao projeto original.

O  ‘Nuevo Mestalla’ terá custo aproximado de € 3 mil ( R$ 9,3 mil) por cadeira, contra €12 mil (R$ 27,9 mil) do novo estádio de Wembley, em Londres.