icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/07/2013
18:55

Depois de 114 dias, Valdivia voltou ao Palmeiras em grande estilo. Com participação em três dos quatro gols do time na goleada sobre o Oeste por 4 a 0, o meia não considerou estar em débito por conta dos diversos problemas físicos que tem desde que voltou ao clube, em 2010, mas agradeceu a paciência da torcida, que gritou seu nome e o aplaudiu no Prudentão após tanto tempo fora.

Veja, abaixo, as declarações do meio-campista na saída do gramado após o triunfo do Verdão em Presidente Prudente (SP).

O QUE DIZER À TORCIDA? ESTÁ EM DÉBITO?

Quero agradecer o carinho que eles ainda têm, e pela paciência também. Não (está em débito). Estou tranquilo, eles querem que eu jogue e eu também quero jogar. Mas não tem esta questão de débito, isso é em banco. É sempre bom receber o carinho do torcedor após tanto tempo, e torço para que continue assim.

COMO SE SENTIU NA VOLTA?

Cansado, mas é normal, pela falta de ritmo. Ainda mais em um campo pesado como este. Mas foi bom, ganhamos, vamos pensar no próximo jogo agora.

SUA ATUAÇÃO SERVE COMO RESPOSTA?

Resposta, não. É um reconhecimento pela confiança da comissão técnica, da diretoria, e também do torcedor. Deu para perceber que ainda há confiança.

Mago voltou! Valdivia brilha no retorno aos gramados

DE QUE SERVIU ESTA PAUSA?

Quando temos bastante tempo para treinar, lógico que não queria este tempo, mas a gente melhora o que não tem, e eu pude trabalhar físico, musculação, essas coisas. E espero que, depois do que fiz, possa ter uma sequência.

VAI PARTICIPAR DO PLANEJAMENTO SOBRE QUAIS JOGOS ATUARÁ?

Sim. Gostaria de jogar todos, mas claro que pela falta de ritmo, de sequência, a gente tem de ser maduro e ciente. Tem de pensar que não dá para jogar todos. Vamos conversar, quem vai decidir são todos nós. Mas claro que gostaria de jogar em todos.

A MAGIA VOLTOU?

Ah, está cedo ainda. Foi um jogo só, o time todo foi bem. Passamos um sufoco no primeiro tempo, mas teve a tranquilidade de jogar em um campo muito feito, e no final a gente saiu com um resultado positivo e feliz.

TEMEU NÃO VOLTOU A JOGAR?

Não, isso não acontece com o jogador. Ninguém vai pensar negativo, de que não vou voltar mais a jogar. Isso pode descontar. Queria ter voltado antes da partida na Copa, mas não foi assim. Espero agora ajudar ao máximo.

Palmeiras goleia o Oeste com ajuda de Valdivia

Depois de 114 dias, Valdivia voltou ao Palmeiras em grande estilo. Com participação em três dos quatro gols do time na goleada sobre o Oeste por 4 a 0, o meia não considerou estar em débito por conta dos diversos problemas físicos que tem desde que voltou ao clube, em 2010, mas agradeceu a paciência da torcida, que gritou seu nome e o aplaudiu no Prudentão após tanto tempo fora.

Veja, abaixo, as declarações do meio-campista na saída do gramado após o triunfo do Verdão em Presidente Prudente (SP).

O QUE DIZER À TORCIDA? ESTÁ EM DÉBITO?

Quero agradecer o carinho que eles ainda têm, e pela paciência também. Não (está em débito). Estou tranquilo, eles querem que eu jogue e eu também quero jogar. Mas não tem esta questão de débito, isso é em banco. É sempre bom receber o carinho do torcedor após tanto tempo, e torço para que continue assim.

COMO SE SENTIU NA VOLTA?

Cansado, mas é normal, pela falta de ritmo. Ainda mais em um campo pesado como este. Mas foi bom, ganhamos, vamos pensar no próximo jogo agora.

SUA ATUAÇÃO SERVE COMO RESPOSTA?

Resposta, não. É um reconhecimento pela confiança da comissão técnica, da diretoria, e também do torcedor. Deu para perceber que ainda há confiança.

Mago voltou! Valdivia brilha no retorno aos gramados

DE QUE SERVIU ESTA PAUSA?

Quando temos bastante tempo para treinar, lógico que não queria este tempo, mas a gente melhora o que não tem, e eu pude trabalhar físico, musculação, essas coisas. E espero que, depois do que fiz, possa ter uma sequência.

VAI PARTICIPAR DO PLANEJAMENTO SOBRE QUAIS JOGOS ATUARÁ?

Sim. Gostaria de jogar todos, mas claro que pela falta de ritmo, de sequência, a gente tem de ser maduro e ciente. Tem de pensar que não dá para jogar todos. Vamos conversar, quem vai decidir são todos nós. Mas claro que gostaria de jogar em todos.

A MAGIA VOLTOU?

Ah, está cedo ainda. Foi um jogo só, o time todo foi bem. Passamos um sufoco no primeiro tempo, mas teve a tranquilidade de jogar em um campo muito feito, e no final a gente saiu com um resultado positivo e feliz.

TEMEU NÃO VOLTOU A JOGAR?

Não, isso não acontece com o jogador. Ninguém vai pensar negativo, de que não vou voltar mais a jogar. Isso pode descontar. Queria ter voltado antes da partida na Copa, mas não foi assim. Espero agora ajudar ao máximo.

Palmeiras goleia o Oeste com ajuda de Valdivia