icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
14/07/2014
17:02

O São Paulo não poupou esforços e reforços para brigar por títulos em 2014. Desde janeiro, Alvaro Pereira, Souza, Alexandre Pato, Hudson, Alan Kardec e Kaká foram contratados pela diretoria, deixando a equipe com status de favorita à conquista do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Para Paulo Henrique Ganso, porém, o cenário também deixa o time pressionado.

- A pressão não é só por uma vaga na Libertadores, mas pelo título. Sabemos da responsabilidade de jogar no São Paulo e que todos precisam almejar conquistas. Sei que não seria frustrante chegar apenas na Libertadores, mas com o elenco que temos precisamos, ao menos, pensar em ser campeões do Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil - afirmou.

Ao mesmo tempo em que deixa Muricy Ramalho cheio de alternativas para escalar a equipe, o excesso de jogadores de renome ao lado de Rogério Ceni, Luis Fabiano e Ganso deixa alguns torcedores preocupados quanto ao ambiente do elenco. O medo é que a vaidade e os objetivos pessoais atrapalhem os objetivos do Tricolor na temporada.

- Não há vaidade no nosso elenco. E nem deixaremos isso acontecer. Cada um vai torcer pelo companheiro e todo mundo terá oportunidade. Todos poderão jogar e poderemos até fazer um revezamento para ajudar o São Paulo - opinou Ganso.

Os problemas de ambiente foram apontados diversas vezes por jogadores e membros da comissão técnica como as principais razões para que o São Paulo brigasse contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2013.