icons.title signature.placeholder Alexandre Braz
20/07/2014
08:00

Mesmo o Botafogo vencendo o Coritiba por 1 a 0, na noite deste sábado, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Vagner Mancini reconheceu que o time não jogou bem diante dos paranaenses. E devido a este mau futebol, torcedores alvinegros que estiveram nas arquibancadas vaiaram jogadores e o próprio treinador.

Com desfalques importantes para escalar a equipe para enfrentar o Coxa, já que Edilson e Emerson estavam suspensos, e Carlos Alberto, Jorge Wagner e Ferreyra, tiveram problemas médicos, o comandante disse que ainda não pôde escalar a formação que considera ideal para o Botafogo, justamente por estes problemas. O técnico pediu paciência aos botafoguenses e estimou um prazo que julga necessário para a equipe estar bem.

- Tenho um time na cabeça que ainda não consegui colocar em campo. Temos sofrido muito com lesões e suspensões. Outros atletas chegaram agora e alguns não estão no ponto em termos físicos. Acredito que daqui a seis ou sete partidas vou conseguir ter essa equipe. Contra o Coritiba faltaram opções até no banco. Por mais que sejam três meses de trabalho, existe oscilação, já que fui obrigado a fazer muitas mudanças.Por exemplo, pelo que vi nas partidas, um terceiro homem de marcação no meio dá uma sustentação melhor. O jogo de hoje (sábado) foi atípico, porque tínhamos que ganhar a todo custo. Então essa superação às vezes encobre uma série de erros. Muitas vezes não há tempo hábil ou jogador no campo para corrigir. Peço mais um pouco de calma ao torcedor, porque hoje o mais importante eram os três pontos - disse Mancini, em entrevista coletiva.




No intervalo do jogo em Volta Redonda, Mancini tirou o meia-atacante Daniel e colocou em campo o volante Gabriel, que depois viria a sofrer um pênalti, desperdiçado por Zeballos. Atrás do banco de reservas, o treinador foi muito cobrado por alguns torcedores, já que consideraram a medida como muito defensiva. Porém, o treinador justificou a substituição e explicou que o jovem, que teve problemas musculares recentemente, ficando fora de boa parte da preparação da equipe durante a Copa do Mundo, ainda não está em suas melhores condições de jogo.

- O Daniel vem de uma sequência de lesões e não esteve bem hoje. O time também não deu a ele o respaldo necessário para que pudesse desenvolver um bom futebol. É um atleta que está há algum tempo parado e que vem de seguidas lesões, então naturalmente tem uma dificuldade maior - explicou o técnico.

Outro muito xingado foi Wallyson. Apesar disso, Vagner Mancini saiu em defesa do jogador, afirmando que ele teve altos e baixos durante a partida assim como os demais. No entanto, o comandante alvinegro que tudo ficou dentro da normalidade e que é preciso saber lidar com estas situações.

- O Wallyson lutou o tempo inteiro. Errou e acertou. Mas os jogadores não podem se abater com as vaias. Uma parte da torcida incentivou o time e outras criticaram. Isso faz parte.

Com a vitória sobre o Coritiba, o Botafogo se afastou da zona de rebaixamento. Agora, a equipe de General Severiano ocupa a 13ª posição na tabela de classificação do Brasileirão, com 12 pontos. O time volta a jogar no próximo domingo, quando enfrenta o Flamengo.