icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/06/2014
14:52

O volante do Palmeiras Eguren, ex-companheiro de Luis Suárez na seleção uruguaia, saiu em defesa do atacante após a severa punição aplicada pela Fifa na manhã desta quinta-feira - pela mordida no zagueiro Chiellini, da Itália, o jogador do Liverpool foi suspenso por nove jogos da equipe nacional e está impedido de atuar por quatro meses.

"A Fifa não pode dar aulas de moral a ninguém. Punir, ok. Mas dar aulas de moral, não!!!", escreveu o jogador do Palmeiras, em seu Twitter.

Junto com a mensagem, ele publicou a reprodução de uma matéria que noticia 400 mortes de operários nas obras para a Copa do Mundo de 2022, que será no Catar.

Campeão da Copa América em 2011, Eguren perdeu espaço na seleção uruguaia em 2013. Ele estava entre os pré-convocados de Óscar Tabárez para o Mundial, mas foi cortado perto do início do torneio.