icons.title signature.placeholder L! Universidade
10/06/2014
12:05

As vésperas da Copa do Mundo no Brasil, diversos estádios precisam ser concluidos e provavelmente não terão seus projetos finalizados por completo. O próprio Jeromê Valcke já reclamou do fato e da data de entrega de alguns estádios, que impossibilitou a Fifa de fazer todos os testes necessários. José Carlos Marques, especialista em Ciências da Comunicação na Unesp em Bauru, faz um panorama do atraso na entrega dos estádios para Copa do Mundo no Brasil

- Isso já havia acontecido no mundial anterior na África do Sul, que vários estádios tiveram atrasos nas obras e foram entregues às vésperas do início do evento. O Brasil, na verdade, está repetindo as piores experiências dos últimos mundiais. Agora, isso na verdade também já é atávico da nossa cultura, porque no mundial de 50 aconteceu a mesma coisa. O Maracanã foi inaugurado com andâimes ainda à mostra. O primeiro jogo que houve no Maracanã, o estádio não estava completamente concluído. Eu acho que isso na verdade é algo muito ruim para a imagem da organização do país e demonstra um pouco aquilo com o qual estamos acostumados com a nossa vida cotidiana no Brasil.As obras que sempre estoram orçamentos, estoram prazos e aqueles arranjos de última hora. Agora, isso não significa que a Copa terá problemas com relação a isso, quer dizer, mais uma vez deixamos tudo para última hora e arranjamos tudo na última hora - observou José Carlos Marques.

O especialista só criticou os improvisos feitos e isentou as condições impostas pela Fifa.

- Sempre que a Fifa escolhe um país para organizar o mundial, ela impõe uma série de padrões e normas que são da própria entidade. Agora, é impossível que o próprio país também não consiga incluir na organização do evento, aspectos culturais que são próprios da nação que vai sediar esse evento. Infelizmente, uma das marcas negativas da organização da Copa no Brasil é essa, o imrpoviso, a falta de planejamento, porque veja, o Brasil sabe que iria organizar a Copa de 2014 desde 2007. Foi o país que soube com a maior antecedência que iria organizar o evento. Os aspectos positivos que nós vamos ter que oferecer são aqueles que obviamente até a publicidade acaba utilizando em suas campanhas. A hospitalidade, a festa, a alegria e o problema é que as vezes fica difícil de equalizar e equilibrar os aspectos negativos e positivos quando organizamos um evento desse porte - finalizou o especialista