icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
06/02/2015
17:04

O site do Manchester United foi tomado pela cor do luto. Nesta sexta-feira, o clube lembrou as vítimas do desastre aéreo de Munique, ocorrido no dia 6 de fevereiro de 1958. Na ocasião, 23 pessoas morreram. Oito faziam parte do elenco dos Diabos Vermelhos. Tommy Taylor, Roger Bryne, Geoff Bent, Mark Jones, David Pegg, Liam Whelan, Eddie Coleman e Duncan Edwards tiveram os nomes destacados na página oficial. Já entre os sobreviventes estavam o técnico Matt Busby e a lenda Bobby Charlton.

Após eliminar o Estrela Vermelha, em Belgrado, e se classificar para a semifinal da Liga dos Campeões da Europa, o avião do Manchester United fez uma escala em Munique. Logo após a decolagem, o bimotor "Elisabethan" da British Airways foi derrubado e atirado contra o solo por uma tempestade de neve.

Para o Manchester United, o desastre aéreo de Munique tem o mesmo impacto que o 11 de setembro para os Estados Unidos. O acidente acabou destruindo uma das gerações mais promissoras de Old Trafford e do futebol inglês. Na época, umas das potências mundiais do futebol, o time era bicampeão nacional e europeu.  

No aeroporto de Manchester há várias homenagens a quem estava na tripulação e perdeu a vida. Na cidade, um rico memorial da tragédia, incluindo um painel com fotos e depoimentos.

Quem está vivo jamais esquece daquele dia de inverno tenebroso para o maior campeão inglês.

- Poderíamos ganhar todos os títulos possíveis, mas, faltariam os oito para nos deixar completos - recorda Sir. Bobby Charlton.