icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/08/2015
20:31

Vaias para o time que entra de branco na Vila Belmiro. Assim começou o duelo entre Santos e Avaí na tarde deste sábado. No caso, os gritos de reprovação foram para o visitante, já que o Peixe estreou o novo uniforme cinza na goleada por 5 a 2 sobre o Leão de Santa Catarina, pela 20ª rodada do Brasileirão.

Mais elegante, com gola polo, o Peixe fez jus ao novo manto e protagonizou uma atuação de gala, liderada por Gabigol, autor do primeiro gol e de outras bonitas jogadas, e por Ricardo Oliveira, que desencantou após perder cinco chances na cara do gol. O artilheiro do Brasileiro, com 11 gols, não fazia há três jogos.

Com a pressão inicial de sempre, o Santos sufocou o Avaí e tinha o jogo praticamente resolvido aos 13 minutos, quando - depois de Gabriel - Thiago Maia balançou as redes com um bonito chute na entrada da área, anotando seu primeiro tento desde que subiu ao profissional.

Depois disso, o Leão da Ressacada até deu o troco. Aos 28 minutos, Leo Gamalho recebeu um lançamento do meio de campo e ganhou na corrida de David Braz e Gustavo Henrique para diminuir a vantagem. Vanderlei, que nada pôde fazer para defender, foi ovacionado no segundo tempo ao fazer duas defesas, sendo uma à queima roupa.


Na segunda etapa, quando o técnico santista, Dorival Júnior pensava em fazer as primeiras substituições para poupar os jogadores, já que na quarta-feira o Santos encara o Corinthians pelo jogo da volta das oitavas da Copa do Brasil, Ricardo Oliveira enfim desencantou.

Geuvânio deu uma enfiada de bola pelas costas do zagueiro Jéci, e Ricardo ganhou na corrida antes de arrematar de pé esquerdo para o fundo das redes. Antes disso, ele havia perdido cinco chances de gol. Seu última tento havia sido contra o Coritiba, há quatro rodadas.

Com a partida mais tranquila, Dorival pôde sacar o artilheiro e colocou Nilson no jogo. O camisa 39, que só havia feito uma partida como titular, aproveitou bem a chance e, aos 36 minutos, após um rebote, ampliou o placar.

Logo dois minutos depois, o Avaí reagiu e no jogo aéreo Leo Gamalho fez novamente e diminuiu. Já nos 45 minutos da etapa derradeira, Lucas Lima caiu sozinho na área. Pênalti? O árbitro marcou e ele mesmo bateu e converteu, liquidando o placar de 5 a 2.

Com a vitória, o Peixe chega a 27 pontos e assume na 10ª colocação. Já o Avaí fica com 20 pontos e amarga a 17ª posição até a continuidade da rodada.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 5 x 2 AVAÍ

Data/hora: 22 de agosto de 2015, às 18h30 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Leandro Vuaden (Fifa/RS)
Assistentes: Alessandro Rocha Matos (Fifa/BA) e Marcelo Barison (RS)
Público/renda: 12.036 pagantes / R$ 289.880,00
Cartões amarelos: Lucas Lima (SAN); Jéci, Romário e Adriano (AVA)

GOLS: Gabriel, 10'/1ºT (1-0); Thiago Maia, 13'/1ºT (2-0); Léo Gamalho, 28'/1ºT (2-1); Ricardo Oliveira, 2'/2ºT (3-1); Nilson, 35'/2ºT (4-1); Léo Gamalho, 37'/2ºT (4-2) e Lucas Lima, 46'/2ºT (5-2)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Gabigol (Leandro, 34'/2ºT), Geuvânio (Marquinhos Gabriel, 13'/2ºT) e Ricardo Oliveira (Nilson, 23'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior.

AVAÍ: Diego; Nino Paraíba, Antônio Carlos, Jéci e Marrone (Romário, 42'/1ºT); Adriano, Pablo, Tinga (Roberto, 21'/2ºT) e Camacho; Rômulo (Conrado, 29'/2ºT) e Léo Gamalho. Técnico: Gilson Kleina

Vaias para o time que entra de branco na Vila Belmiro. Assim começou o duelo entre Santos e Avaí na tarde deste sábado. No caso, os gritos de reprovação foram para o visitante, já que o Peixe estreou o novo uniforme cinza na goleada por 5 a 2 sobre o Leão de Santa Catarina, pela 20ª rodada do Brasileirão.

Mais elegante, com gola polo, o Peixe fez jus ao novo manto e protagonizou uma atuação de gala, liderada por Gabigol, autor do primeiro gol e de outras bonitas jogadas, e por Ricardo Oliveira, que desencantou após perder cinco chances na cara do gol. O artilheiro do Brasileiro, com 11 gols, não fazia há três jogos.

Com a pressão inicial de sempre, o Santos sufocou o Avaí e tinha o jogo praticamente resolvido aos 13 minutos, quando - depois de Gabriel - Thiago Maia balançou as redes com um bonito chute na entrada da área, anotando seu primeiro tento desde que subiu ao profissional.

Depois disso, o Leão da Ressacada até deu o troco. Aos 28 minutos, Leo Gamalho recebeu um lançamento do meio de campo e ganhou na corrida de David Braz e Gustavo Henrique para diminuir a vantagem. Vanderlei, que nada pôde fazer para defender, foi ovacionado no segundo tempo ao fazer duas defesas, sendo uma à queima roupa.


Na segunda etapa, quando o técnico santista, Dorival Júnior pensava em fazer as primeiras substituições para poupar os jogadores, já que na quarta-feira o Santos encara o Corinthians pelo jogo da volta das oitavas da Copa do Brasil, Ricardo Oliveira enfim desencantou.

Geuvânio deu uma enfiada de bola pelas costas do zagueiro Jéci, e Ricardo ganhou na corrida antes de arrematar de pé esquerdo para o fundo das redes. Antes disso, ele havia perdido cinco chances de gol. Seu última tento havia sido contra o Coritiba, há quatro rodadas.

Com a partida mais tranquila, Dorival pôde sacar o artilheiro e colocou Nilson no jogo. O camisa 39, que só havia feito uma partida como titular, aproveitou bem a chance e, aos 36 minutos, após um rebote, ampliou o placar.

Logo dois minutos depois, o Avaí reagiu e no jogo aéreo Leo Gamalho fez novamente e diminuiu. Já nos 45 minutos da etapa derradeira, Lucas Lima caiu sozinho na área. Pênalti? O árbitro marcou e ele mesmo bateu e converteu, liquidando o placar de 5 a 2.

Com a vitória, o Peixe chega a 27 pontos e assume na 10ª colocação. Já o Avaí fica com 20 pontos e amarga a 17ª posição até a continuidade da rodada.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 5 x 2 AVAÍ

Data/hora: 22 de agosto de 2015, às 18h30 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Leandro Vuaden (Fifa/RS)
Assistentes: Alessandro Rocha Matos (Fifa/BA) e Marcelo Barison (RS)
Público/renda: 12.036 pagantes / R$ 289.880,00
Cartões amarelos: Lucas Lima (SAN); Jéci, Romário e Adriano (AVA)

GOLS: Gabriel, 10'/1ºT (1-0); Thiago Maia, 13'/1ºT (2-0); Léo Gamalho, 28'/1ºT (2-1); Ricardo Oliveira, 2'/2ºT (3-1); Nilson, 35'/2ºT (4-1); Léo Gamalho, 37'/2ºT (4-2) e Lucas Lima, 46'/2ºT (5-2)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Gabigol (Leandro, 34'/2ºT), Geuvânio (Marquinhos Gabriel, 13'/2ºT) e Ricardo Oliveira (Nilson, 23'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior.

AVAÍ: Diego; Nino Paraíba, Antônio Carlos, Jéci e Marrone (Romário, 42'/1ºT); Adriano, Pablo, Tinga (Roberto, 21'/2ºT) e Camacho; Rômulo (Conrado, 29'/2ºT) e Léo Gamalho. Técnico: Gilson Kleina