icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/12/2013
17:42

A preocupação de todos os participantes da Superliga Feminina ao enfrentar o Banana Boat/Praia Clube é sempre a mesma: anular os potentes ataques da cubana Herrera. Nem mesmo a estreante Uniara/AFAV, que não tem as mesmas pretensões que as atuais campeãs mineiras na temporada, foge à regra.

É com essa estratégia que as comandadas de Sandra Mara entrarão em quadra no duelo desta quarta, às 21h30, no Gigantão, em Araraquara, válido pela 11ª rodada da competição.

– No geral, o time delas é muito bom e temos que tentar segurar a Herrera. Ela está voltando agora e fica algumas passagens escondida do passe. Vamos buscar parar ela no ataque – afirmou a ponteira Fernanda Tomé, uma das mais experientes do time paulista.

Mas, além da cubana, há outros nomes que merecem atenção no time de Uberlândia. A oposto Monique é a sétima maior maior pontuadora da Superliga até o momento, com 118 acertos.

Sua irmã gêmea, a ponteira Michelle, é outra que tem brilhado no torneio. Na última rodada, ela foi eleita a melhor jogadora em quadra, na vitória do Praia Clube sobre o São Cristóvão Saúde/São Caetano.

– Vamos lutar para fazer um bom jogo. Precisamos desses três pontos. Sabemos que elas vão jogar com o apoio da torcida e será uma partida difícil, mas estamos bem preparadas – garantiu Michelle.

A Uniara ocupa a 11ª colocação na Superliga, com 10 pontos. Já o Praia soma 17 e aparece em quinto lugar na tabela.