icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
17/07/2014
11:47

A Uefa anunciou nesta quinta-feira a proibição de jogos da Liga dos Campeões e Liga Europa em Israel, por conta da tensão pelos ataques do país a Gaza, e convovou os clubes envolvidos em competições europeias a proporem alternativas de mando de campo fora dos domínios israelenses. Além disso, a entidade informou também que antendeu aos pedidos das federações russa e ucraniana e vetou confrontos, no campo, entre os dois países.

Com isso, o Zenit (RUS) e o Dnipro (UCR), que estão na terceira fase classificatória da Liga dos Campeões, serão prevenidos no sorteio do próximo dia 18 de disputarem, entre si, vaga na próxima fase. A Uefa, porém, permitiu que partidas sejam disputadas em cidades antes consideradas de risco, como Dnipropetrovsk, Odesa, Kyiv e Lviv, todas na Ucrânia.

Cartões amarelos 'zerados' para as semifinais

Além de tratar das tensões políticas na Europa, a Uefa divulgou também nova regra na contagem de cartões amarelos em torneios da entidade. Aos moldes da Copa do Mundo, os cartões recebidos pelos atletas serão "zerados" para a disputa das semifinais. A medida serviria para "evitar" desfalques para a decisão das competições - como aconteceu com Xabi Alonso, do Real Madrid, na última edição - e já vale para esta temporada.