icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
07/03/2014
10:11

Não foi apenas a América do Sul que presenciou casos recentes de racismo, como nos contra Arouca, do Santos, e Tinga, do Cruzeiro. Na Espanha, o jovem Devantre Cole, das categorias de base do Manchester City e filho de Andy Cole, ex-Manchester United, foi alvo da torcida do Atlético de Madrid, e até de um jogador do Colchonero em jogo válido pela Liga dos Campeões Jovem (Uefa Youth League). A Uefa abriu investigação e no próximo dia 20 de março vai definir se o clube espanhol será punido, segundo o jornal espanhol "AS".

De acordo com o jornal inglês "Mirror", o caso aconteceu no último dia 26 de fevereiro, em partida válida pelas oitavas de final do torneio. O filho do ídolo do Manchester United fez o único gol da vitória que garantiu a classificação dos Citizens (o confronto é em jogo único).

Logo após o apito final, houve uma pequena confusão ainda dentro de campo, e Cole teria sofrido os insultos dos jogadores rivais, que se estenderam para as arquibancadas da Ciudad Deportiva Cerro Del Espino, em Majadahonda (na Grande Madri), que tinha cerca de 900 pessoas.

A Uefa emitiu um comunicado garantindo que os procedimentos disciplinares contra o Atlético de Madrid Juvenil, por conduta inapropriada da equipe e da torcida, foram aberto. O Comitê de Controle e Disciplina da entidade está no comando do caso.