icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/07/2013
15:39

A Uefa protagonizou um episódio no mínimo desagradável nesta segunda-feira. Antes do início da partida entre Sérvia e Portugal, válida pela semifinal da Eurocopa Sub-19, na Lituânia, a banda contratada pela entidade executou o hino da extinta Iugoslávia.

A Iugoslávia era um país que englobava as atuais Sérvia, Montenegro, Croácia, Macedônia, Eslovênia e Bósnia e Herzagovina. Depois de alguns atritos nas últimas décadas, foi se separando até chegar na configuração de hoje.

Quando os jogadores repararam a gafe, ficaram olhando entre si, todos confusos, mas esperaram que o hino da Iugoslávia fosse tocado até o fim. Mas logo após, eles se reuniram e cantaram o hino certo da Sérvia.

O episódio acabou dando sorte para a seleção. A Sérvia derrotou Portugal nos pênaltis (2 a 2 no tempo normal, e 3 a 2 na disputa final). A decisão será na quinta-feira contra a vencedora entre Espanha e França, que jogam ainda nesta segunda-feira em Kaunas.

A Uefa protagonizou um episódio no mínimo desagradável nesta segunda-feira. Antes do início da partida entre Sérvia e Portugal, válida pela semifinal da Eurocopa Sub-19, na Lituânia, a banda contratada pela entidade executou o hino da extinta Iugoslávia.

A Iugoslávia era um país que englobava as atuais Sérvia, Montenegro, Croácia, Macedônia, Eslovênia e Bósnia e Herzagovina. Depois de alguns atritos nas últimas décadas, foi se separando até chegar na configuração de hoje.

Quando os jogadores repararam a gafe, ficaram olhando entre si, todos confusos, mas esperaram que o hino da Iugoslávia fosse tocado até o fim. Mas logo após, eles se reuniram e cantaram o hino certo da Sérvia.

O episódio acabou dando sorte para a seleção. A Sérvia derrotou Portugal nos pênaltis (2 a 2 no tempo normal, e 3 a 2 na disputa final). A decisão será na quinta-feira contra a vencedora entre Espanha e França, que jogam ainda nesta segunda-feira em Kaunas.