icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Maurício Oliveira, Rodrigo Vessoni e Thiago Salata
28/06/2014
12:55

Por volta das 12h40 deste sábado, uma informação dada pelo Twitter oficial da Polícia Federal (@agenciapf) assustou no Mineirão. A conta afirmava que existe uma ameaça de bomba no estádio, palco de Brasil e Chile, pelas oitavas de final da Copa do Mundo. Porém, tratava-se da ação de um hacker.

"Foi confirmada a ameaça de bomba no Mineirão, a evacuação do local não está descartada", dizia a conta. Novas informações não foram dadas. Alguns internautas começaram a divulgar a notícia, também suspeitando que a conta poderia ter sido utilizada por algum hacker.

Em contato com a Policia Federal, a reportagem do LANCE!Net apurou que realmente foi uma ação de hacker. Mais tarde, a entidade emitiu nota oficial sobre o tema.

"A Polícia Federal esclarece que a informação de uma suspeita de bomba no Estádio do Mineirão, na tarde deste sábado (28), durante o jogo Brasil x Chile , é falsa. O Twitter foi invadido. A conta da PF foi hackeada e a informação postada na rede social não procede. A PF já tomou as providências buscando restabelecer o funcionamento normal do canal de comunicação", diz comunicado.

Entretanto, no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, uma ameaça de bomba fez com que o terraço panorâmico do terminal fosse evacuado. A informação da Infraero é de que duas bagagens foram encontradas no local.

A Polícia Federal faz uso de um robô antibombas para analisar o restante das bagagens. Além disso, efetuou uma varredura no aeroporto. Entretanto, não confirma a existência do material.


*Atualizada às 17h06