icons.title signature.placeholder Felipe Domingues
04/06/2014
09:46

Quem tinha a esperança de conseguir comprar ingressos para algum jogo da Copa do Mundo nesta quarta-feira, às 9h, no Ginásio do Ibirapuera, frustrou-se. De acordo com relatos de pessoas que passaram a madrugada na fila, a péssima organização permitiu que, ao serem abertos os portões, de nada valesse a ordem de chegada.

A FIFA iniciou as vendas de um novo lote de ingressos, à meia noite, em seu site oficial. Uma carga de 180 mil bilhetes, divididos para todos os jogos (inclusive abertura e final), estavam disponíveis. A entidade máxima do futebol, também comunicou que em alguns postos de venda seriam realizadas a comercialização das entradas. Entre os pontos, o Ginásio do Ibirapuera.

A reportagem do LANCE!Net conversou com alguns torcedores que estavam na fila dos portões do Ginásio durante a madrugada para entender a situação. Os primeiros chegaram ao local por volta das 16h da última terça e, a fim de evitar tumulto, começaram a anotar os nomes de quem ia chegando em uma lista, sempre com a indicação de que o último fizesse isso com o próximo.

E MAIS:
> Muita reclamação na venda de ingressos em Coritiba
> Clique aqui e faça sua Copa do Mundo no nosso simulador
> Fred compara Neymar a Messi e Cristiano Ronaldo

L!TV:
> Colômbia: sem Falcao García, mas com fé na classificação
> Zico se irrita com pergunta sobre declaração de Ronaldo
> Contagem regressiva! Brasil goleia com gol 200 de Neymar

Segundo relato de alguns integrantes da fila, por volta das 7h desta quarta, um grupo de aproximadamente 20 cambistas ficou à frente da fila, com uma lista separada, afirmando que não iriam sair de lá e organizando uma nova fila.

Torcedores buscam últimos ingressos para a Copa em Curitiba

Quando o portão foi aberto, pouco antes das 9h, começou a confusão. Muitos que estavam bem atrás dos primeiros, começaram uma correria, que se generalizou e cortaram à frente de quem chegou antes, gerando insatisfação. Até então, nenhum funcionário ou policial se prontificou para ajudar ou dar explicações sobre a organização.

Por volta das 9h05, um dos organizadores da venda no local, informou que os ingressos só seriam comercializados depois que todos saíssem da área destinada à organização, no Ginásio, e montassem a fila novamente. Ele ainda confirmou, por meio de um megafone, que os bilhetes para jogos em São Paulo (Arena Corinthians) e Rio de Janeiro (Maracanã) já estavam esgotados.

Muitas pessoas que estavam lá somente para comprar ingressos para estes dois locais iniciaram um tumulto, gritando contra a FIFA, aos organizadores e até mesmo contra a polícia. Enquanto isso, os militares, à base da força, tentavam organizar a fila dentro do espaço reservado.

Às 9h45, os cambistas que "furaram a fila" deixaram o local e as bilheterias foram abertas. Três filas distintas foram formadas, entre a preferencial, a de quem tinha o nome na lista e de quem não tinha. A polícia militar aumentou o seu contigente para evitar maiores problemas.