icons.title signature.placeholder Bruno Andrade e Rafael Bullara
05/06/2014
08:10

Sentir o calor dos torcedores, trabalhar a ansiedade dos jogadores e ajustar os últimos detalhes do time. O último teste antes de uma estreia em Copa do Mundo, seja com amistoso ou jogo-treino, é uma sensação que a Seleção Brasileira conhece desde 1930.

O retrospecto brasileiro nas vésperas dos Mundiais (lista completa abaixo) é altamente positivo: 14 vitórias, dois empates e uma derrota. Uma derrota inesperada e que jamais será esquecida. A 14 dias de a bola rolar para a Copa do Mundo da Itália, em 1990, a Seleção Brasileira fez um jogo-treino diante do Combinado de Umbria (uma mescla de atletas de Perugia, Gubbio e Ternana), no Estádio Libero Liberati, em Terni.

Mesmo com a presença de grandes nomes, entre eles, Taffarel, Mozer, Ricardo Gomes, Dunga, Alemão, Muller e Careca, o time comandado pelo contestado Sebastião Lazaroni perdeu por 1 a 0. O gol solitário da partida foi marcado pelo atacante Edoardo Artistico, que na época defendia o Perugia.

- Sinceramente não sabia que a única derrota do Brasil antes de uma Copa do Mundo foi graças ao gol que marquei naquela partida em 1990. Tenho lembranças daquele jogo que fizemos. Foi um jogo-treino e particularmente me lembro de ter sido marcado pelo Ricardo Rocha. No ataque o Brasil ainda contava com o Muller. Sem dúvida aquilo representou bastante para a gente e foi uma grande jornada daquele time - declarou Edoardo Artístico, em entrevista ao LANCE!Net (confira o bate-papo completo aqui).

Tragédia anunciada? O tropeço aumentou a pressão em cima do Brasil. Na estreia do Mundial, contra a Suécia, o time sofreu para vencer por 1 a 0. Ainda na fase de grupos, mais dois triunfos apertados: 1x0 na Costa Rica e 1x0 na Escócia.

Longe de apresentar um futebol vistoso e criticado pela torcida, o Brasil caiu nas oitavas ao ser derrotado pela arquirrival Argentina por 1 a 0, com gol Caniggia.

Combinado de Umbria, Edoardo Artistico, Copa da Itália, tropeço diante dos hermanos... Definitivamente, 1990 é um ano para ser riscado da história nacional.

Já o cenário de 2014 tem todos os ingredientes para ser diferente. Felipão campeão mundial, Neymar em alta, competição em casa e, principalmente, uma equipe bem armada. Se cuida, Sérvia!

1930 - BRASIL 2x0 FERENCVÁROSI (HUN)
1934 - SEM AMISTOSO OU JOGO-TREINO
1938 - SEM AMISTOSO OU JOGO-TREINO
1950 - BRASIL 4x3 SELEÇÃO PAULISTA DE NOVOS
1954 - BRASIL 2x0 MILLONARIOS (COL)
1958 - BRASIL 4x0 INTER DE MILÃO (ITA)
1962 - BRASIL 3x1 PAÍS DE GALES
1966 - BRASIL 3x1 MALMÖE (SUE)
1970 - BRASIL 3x0 IRAPUATO (MEX)
1974 - BRASIL 5x2 BASEL (SUI)
1978 - BRASIL 2x2 SELEÇÃO GAÚCHA
1982 - BRASIL 7x0 IRLANDA
1986 - BRASIL 1x1 CHILE
1990 - BRASIL 0x1 COMBINADO DA UMBRIA (ITA)
1994 - BRASIL 4x0 EL SALVADOR
1998 - BRASIL 3x0 ANDORRA
2002 - BRASIL 4x0 MALÁSIA
2006 - BRASIL 4x0 NOVA ZELÂNDIA
2010 - BRASIL 5x1 TANZÂNIA
2014 - BRASIL x SÉRVIA