icons.title signature.placeholder Caio Carrieri, Eduardo Mendes, Maurício Oliveira e Thiago Salata
05/07/2014
07:30

A informação de que Luiz Felipe Scolari admitiu a um grupo de jornalistas que trocaria um dos 23 convocados para a Copa do Mundo gerou desconforto entre alguns jogadores da Seleção Brasileira. O meia titular Oscar foi além, dizendo que Felipão talvez tenha falado sem pensar na conversa reservada que aconteceu na Granja Comary, na última semana.

- Eu não cheguei a acompanhar isso. Se foi a opinião do Felipão... Às vezes fala isso sem pensar. O grupo todo é excelente. Se ele pensar bem, ele não trocaria ninguém, não - disse o camisa 11.

Felipão, em entrevista coletiva antes da partida contra a Colômbia, não negou o que teria dito de forma confidencial. Afirmou que é normal que técnicos pensem em outros atletas, dadas as dificuldades que se apresentam com a competição em andamento (leia aqui o que ele argumentou). Falar a respeito, no entanto, não deixou os atletas confortáveis. Antes mesmo de uma pergunta de um jornalista terminar, Henrique interrompeu:

- Isso aí eu não sei... É questão nossa. Não sei. Quem decide é ele. Ele passa confiança para a gente, não mexe com nenhum de nós, não faz diferença no campo - afirmou o zagueiro reserva, que estreou na Copa na última sexta.

Hernanes quis tratar a questão apenas como um "boato". Na visão do volante, melhor é pensar que o comandante nunca tenha dito algo deste tipo.

- Na verdade, eu não ouvi essa declaração dele. Ele teria dito para nós pessoalmente. Eu pensei que eram boatos, porque ele sempre falou que o grupo é unido e fechado. Eu não ouvi que teve a conversa (com jornalistas). São boatos ruins, deixo de lado. Prefiro não acreditar - disse o volante. 
O capitão Thiago Silva, que estava ao lado de Felipão na coletiva em que o treinador respondeu a respeito, na sexta, alegou que não esperaria tal postura do comandante.

- Eu não estava na conversa. Não sei se realmente falou isso, acredito que não. Ele é muito experiente para falar isso... Interpretaram de alguma forma. Ele pode ter dito, a partir desse momento, um outro serviria mais. Mas não trocar - disse.

- O Felipão não falou sobre essa conversa com a gente. Fiquei sabendo que não falou nem de futebol. Não sei o que aconteceu na conversa, sei que vai chamar mais alguns, ouvi isso na coletiva porque estava lá. O que aconteceu na reunião, não sei - completou o zagueiro, que está suspenso para o jogo contra a Alemanha, na terça.

Depois do jogo contra o Chile, Felipão prometeu voltar a ser o "velho" Scolari. Encontrar os jornalistas também é estratégia de Scolari. O técnico sabia que os temas da conversa iriam repercutir e tinha seus objetivos com determinadas situações, como mostrou o L!Net. Outras questões, porém, fugiram do controle. Ele diz que não se arrependeu do encontro.