icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/11/2013
22:51

O Goiás defendia uma vaga no G4 do Campeonato Brasileiro e o Atlético-MG via o duelo apenas como uma preparação para o Mundial de Clubes. Mas o trio Fernandinho, Luan e Diego Tardelli não deu chances para o time do Centro-Oeste no Independência e venceu com propriedade. O placar de 4 a 1 a favor dos donos da casa teve uma estrela em especial: Tardelli marcou três vezes no triunfo atleticano.

Agora, o Galo se aproxima das primeiras colocações e terá mais dois testes antes de viajar no dia 9 de dezembro para Marrocos. Já o Goiás corre o risco de perder até a quarta colocação. Com 59 pontos e na terceira colocação, o time pode ser passado por Botafogo e Atlético-PR neste domingo. Os cariocas pegam o São Paulo, e os paranaenses enfrentam o já rebaixado Náutico.

TRÊS GOLS E JOGO MOVIMENTADO

O primeiro tempo do Independência valeu à pena. Foi um duelo franco, com duas equipes sem medo da derrota e do erro. Resultado? Uma partida aberta, com o Goiás levando dois gols rapidamente e indo buscar o prejuízo no final.

Rapidamente, o time esmeraldino viu que não seria fácil vencer o Alvinegro em seu terreno, mesmo que o time local só pense no Mundial de Clubes. Sem Jô, com joelho inchado, o jeito foi abusar das jogadas de enfiadas de bola entre os atacantes Tardelli, Luan e Fernandinho.

No primeiro gol da partida, Luan teve calma e fez um belo lançamento para Fernandinho, que desviou a bola, mas o goleiro Renan espalmou milagrosamente. No rebote, o camisa 11 foi premiado pela raça e marcou mais um gol pelo Galo, desviando a bola de cabeça. No segudo do time, nova jogada de Fernandinho, que tocou rapidamente para Tardelli. O camisa 9 tirou a chance de ser desarmado e deslocou Renan.

Mar o Esmeraldino tem a vaga na Libertadores como meta e não poderia vender tão fácil essa derrota. No finalzinho da parcial, depois de não conseguir ganhar o combate no meio de campo e acionar o gordinho Walter, diminuiu com Amaral, que aproveitou jogada bonita do time, com bola no travessão, e venceu Victor no rebote.

CHUVA NO HORTO E TRÊS DE TARDELLI

A qualidade técnica diminuiu consideravelmente na etapa complementar porque começou a chover forte. O Goiás insistia em assistir Walter de forma errada: bola no alto para o jogador. A zaga do Galo afastava com facilidade. O jeito era continuar brigando de igual para igual, já que o ataque do time mandante também perdeu fôlego.

O Galo quase chegou a alargar o placar em bela jogada de Fernandinho, que cruzou perigosamente e quase viu a zaga esmeraldina colocar para dentro do próprio gol. Vendo que precisava arriscar mais, o Goiás passou a achar espaços que antes não existiam no meio de campo do Galo. Pierre e Josué se desentenderam e Eduardo Sasha teve a chance do empate, mas chutou forte demais.

Só que a reação gerou uma nova reação. O Atlético construiu mais uma jogada que elevou a participação dos homens de frente e chegou ao terceiro gol, o mais bonito do jogo. Luan devolveu de letra para DT9, que tirou bonito o goleiro Renan e marcou seu segundo gol na partida.

Neste momento, a torcida não se conteve e pediu chance para o camisa 9 no time de Luiz Felipe Scolari. Parece que Tardelli ficou ainda mais animado com o incentivo. Em jogada individual, desta vez, tirou a marcação perto da pequena área e não teve dificuldade de chutar com a canhota, dando números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 4 X 1 GOIÁS

Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data e Hora: 23/11/2013
Juiz: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Herman Brumel Vani (SP)
Público e Renda: Ainda não divulgados
Cartões amarelos: Gilberto Silva e Victor (CAM); Vitor e Rodrigo (GOI)
Cartões vermelhos: Nenhum

GOLS: Fernandinho, 22'/1ºT (1-0); Diego Tardelli, 32'/1ºT (2-0); Amaral, 43'/1ºT (2-1); Diego Tardelli, 20'/2ºT (3-1) e Diego Tardelli, 27'/2ºT (4-1)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha (Michel, 43'/2ºT), Léo Silva, Gilberto Silva e Lucas Cândido; Pierre (Rosinei, 40'/2ºT), Josué, Luan (Dátolo, 38'/2ºT), Diego Tardelli e Fernandinho; Alecsandro. Técnico: Cuca.

GOIÁS: Renan; Vítor, Ernando, Rodrigo e William Matheus; Amaral, David (Thiago Mendes, 13/2ºT), Eduardo Sasha, Ramon e Roni (Ulisses, 34'/2ºT); Walter (Léo Bonatini, 31'/2ºT). Técnico: Enderson Moreira.