icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/07/2013
20:36

O São Paulo passa por um momento de crise. Declarações expõem o mau momento da equipe, troca de farpas entre o diretor de futebol Adalberto Baptista e o goleiro Rogério Ceni e confusões envolvendo a torcida organizada. Some a isso uma série de recordes negativos, que podem ganhar ainda mais uma marca nesta quarta-feira, no confronto diante do Internacional, às 21h, no estádio do Morumbi, em jogo antecipado da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, por conta da participação do clube paulista na Copa Suruga.

Sem vencer há dez jogos - foram oito derrotas e dois empates no período -, o Tricolor pode igualar as piores marcas sem vitória de sua história, que são as 1951 e 1986, quando ficou 11 partidas sem obter um triunfo. E a sequência para acabar com o retrospecto guarda adversários complicados. Internacional, Corinthians e Bayern de Munique (ALE) são os três próximos. Além disso, acumula sete derrotas seguidas, sendo cinco no Morumbi, piores marcas da história.

E o adversário desta quarta-feira, além de ser complicado, vem motivado. Atual quarto colocado, o Internacional, com os três pontos, pode assumir a liderança do Nacional. O ímpeto colorado ainda é maior pois não conquistava uma sequência de três vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro desde julho de 2011, o que finalmente voltou a acontecer diante do Flamengo, no último domingo. A nova meta é aumentar essa sequência de triunfos diante do São Paulo e afundar o rival na crise.

Para alcançar essa nova meta, o Colorado terá pelo menos uma novidade no seu time titular. O lateral-direito Gabriel, com lesão na coxa esquerda, será substituído por Ednei. O zagueiro Índio, que poderia voltar ao time titular, ainda se recupera de dores musculares e, com isso, Ronaldo Alves terá nova chance ao lado de Juan.

A outra possível novidade é a presença de Leandro Damião entre os titulares. Ele voltou a atuar diante do Flamengo após 77 dias - se recuperava de lesão na coxa direita - e terá a sua condição física avaliada nesta quarta. Jorge Henrique é o mais cotado para formar o ataque com Forlán, caso o camisa 9 seja preservado.

No lado são-paulino, o técnico Autuori busca a sua primeira vitória. Mas, para isso, pode ter um problema de última hora. O lateral-esquerdo Clemente Rodríguez deixou o treinamento de terça-feira com dores na coxa esquerda, foi relacionado, mas fará tratamento até momentos antes de o jogo começar. Recuperado de uma fratura na mão esquerda, o zagueiro Paulo Miranda está entre os 21 jogadores convocados para o confronto. Os tricolores sabem da importância de um bom resultado.

- Amanhã (quarta-feira) é o dia, é o próximo jogo. É praticamente a última chance, é ganhar ou ganhar. Não com desespero, mas é o recomeço, o primeiro passo para voltar ao normal - declarou o atacante Luis Fabiano.

- Falei última chance usando um termo meio maluco, até porque teremos muitos jogos pela frente. Mas a gente pode entrar na zona de rebaixamento nessa rodada, então é a última chance para não entrar - acrescentou.

Do outro lado, o técnico Dunga confia em seus comandados para assumir a liderança do torneio nacional.

– A ansiedade nossa é estar sempre entre os primeiros e conquistar os três pontos na partida. É um grupo com muita personalidade, que sabe da sua responsabilidade. Estes jogadores gostam de desafios novos – destacou o técnico Dunga, em entrevista coletiva.

Nesta quarta, o clima frio do estádio do Morumbi promete contrastar com a temperatura e o ímpeto por uma vitória das duas equipes.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X INTERNACIONAL

Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data-Hora: 24/7/2013 – 21h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Cristhian Passos Sorence (GO) e Marrubson Melo Freitas (DF)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Clemente Rodríguez; Rodrigo Caio, Denilson, Jadson e Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico: Paulo Autuori.

INTERNACIONAL: Muriel, Ednei, Ronaldo Alves, Juan e Kleber; Willians, Josimar, Fabrício e D'Alessandro; Forlán e Leandro Damião (Jorge Henrique). Técnico: Dunga.

 

O São Paulo passa por um momento de crise. Declarações expõem o mau momento da equipe, troca de farpas entre o diretor de futebol Adalberto Baptista e o goleiro Rogério Ceni e confusões envolvendo a torcida organizada. Some a isso uma série de recordes negativos, que podem ganhar ainda mais uma marca nesta quarta-feira, no confronto diante do Internacional, às 21h, no estádio do Morumbi, em jogo antecipado da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, por conta da participação do clube paulista na Copa Suruga.

Sem vencer há dez jogos - foram oito derrotas e dois empates no período -, o Tricolor pode igualar as piores marcas sem vitória de sua história, que são as 1951 e 1986, quando ficou 11 partidas sem obter um triunfo. E a sequência para acabar com o retrospecto guarda adversários complicados. Internacional, Corinthians e Bayern de Munique (ALE) são os três próximos. Além disso, acumula sete derrotas seguidas, sendo cinco no Morumbi, piores marcas da história.

E o adversário desta quarta-feira, além de ser complicado, vem motivado. Atual quarto colocado, o Internacional, com os três pontos, pode assumir a liderança do Nacional. O ímpeto colorado ainda é maior pois não conquistava uma sequência de três vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro desde julho de 2011, o que finalmente voltou a acontecer diante do Flamengo, no último domingo. A nova meta é aumentar essa sequência de triunfos diante do São Paulo e afundar o rival na crise.

Para alcançar essa nova meta, o Colorado terá pelo menos uma novidade no seu time titular. O lateral-direito Gabriel, com lesão na coxa esquerda, será substituído por Ednei. O zagueiro Índio, que poderia voltar ao time titular, ainda se recupera de dores musculares e, com isso, Ronaldo Alves terá nova chance ao lado de Juan.

A outra possível novidade é a presença de Leandro Damião entre os titulares. Ele voltou a atuar diante do Flamengo após 77 dias - se recuperava de lesão na coxa direita - e terá a sua condição física avaliada nesta quarta. Jorge Henrique é o mais cotado para formar o ataque com Forlán, caso o camisa 9 seja preservado.

No lado são-paulino, o técnico Autuori busca a sua primeira vitória. Mas, para isso, pode ter um problema de última hora. O lateral-esquerdo Clemente Rodríguez deixou o treinamento de terça-feira com dores na coxa esquerda, foi relacionado, mas fará tratamento até momentos antes de o jogo começar. Recuperado de uma fratura na mão esquerda, o zagueiro Paulo Miranda está entre os 21 jogadores convocados para o confronto. Os tricolores sabem da importância de um bom resultado.

- Amanhã (quarta-feira) é o dia, é o próximo jogo. É praticamente a última chance, é ganhar ou ganhar. Não com desespero, mas é o recomeço, o primeiro passo para voltar ao normal - declarou o atacante Luis Fabiano.

- Falei última chance usando um termo meio maluco, até porque teremos muitos jogos pela frente. Mas a gente pode entrar na zona de rebaixamento nessa rodada, então é a última chance para não entrar - acrescentou.

Do outro lado, o técnico Dunga confia em seus comandados para assumir a liderança do torneio nacional.

– A ansiedade nossa é estar sempre entre os primeiros e conquistar os três pontos na partida. É um grupo com muita personalidade, que sabe da sua responsabilidade. Estes jogadores gostam de desafios novos – destacou o técnico Dunga, em entrevista coletiva.

Nesta quarta, o clima frio do estádio do Morumbi promete contrastar com a temperatura e o ímpeto por uma vitória das duas equipes.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X INTERNACIONAL

Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data-Hora: 24/7/2013 – 21h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Cristhian Passos Sorence (GO) e Marrubson Melo Freitas (DF)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Clemente Rodríguez; Rodrigo Caio, Denilson, Jadson e Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico: Paulo Autuori.

INTERNACIONAL: Muriel, Ednei, Ronaldo Alves, Juan e Kleber; Willians, Josimar, Fabrício e D'Alessandro; Forlán e Leandro Damião (Jorge Henrique). Técnico: Dunga.