icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/07/2013
23:25

Com a má fase do São Paulo, a torcida do clube certamente não tem pensado na possibilidade do clube sagrar-se heptacampeão nacional. Pelo contrário. Com oito pontos, o Tricolor, 16º colocado no Campeonato Brasileiro, não entrou na zona de rebaixamento, mas tem três jogos a mais que a Ponte Preta, que está em 17º, com só um ponto a menos. Tricampeão com o time do Morumbi em 2006, 2007 e 2008, o ídolo e capitão Rogério Ceni lamenta o momento vivido, bem distinto daqueles de glória.

- É uma realidade, temos de sair dela o mais rápido possível. Tem campeonatos que você joga para ganhar, esse a gente joga para se salvar - disse o camisa 01, na saída do gramado do Morumbi.

Com o revés diante do Internacional, o São Paulo completou 11 jogos seguidos sem vitória e igualou as marcas de 1951 e 1986, as piores da história do clube. Além do momento e da falta de triunfos, o goleiro são-paulino lamentou também as chances perdidas pelos companheiros.

- Tivemos boas chances no final, umas duas ou três, o Inter uma, mas a bola dá na rede do lado de fora. Quando a fase é difícil a bola não entra - completou Ceni.

São Paulo perde de novo no Morumbi e Inter é novo líder

Com a má fase do São Paulo, a torcida do clube certamente não tem pensado na possibilidade do clube sagrar-se heptacampeão nacional. Pelo contrário. Com oito pontos, o Tricolor, 16º colocado no Campeonato Brasileiro, não entrou na zona de rebaixamento, mas tem três jogos a mais que a Ponte Preta, que está em 17º, com só um ponto a menos. Tricampeão com o time do Morumbi em 2006, 2007 e 2008, o ídolo e capitão Rogério Ceni lamenta o momento vivido, bem distinto daqueles de glória.

- É uma realidade, temos de sair dela o mais rápido possível. Tem campeonatos que você joga para ganhar, esse a gente joga para se salvar - disse o camisa 01, na saída do gramado do Morumbi.

Com o revés diante do Internacional, o São Paulo completou 11 jogos seguidos sem vitória e igualou as marcas de 1951 e 1986, as piores da história do clube. Além do momento e da falta de triunfos, o goleiro são-paulino lamentou também as chances perdidas pelos companheiros.

- Tivemos boas chances no final, umas duas ou três, o Inter uma, mas a bola dá na rede do lado de fora. Quando a fase é difícil a bola não entra - completou Ceni.

São Paulo perde de novo no Morumbi e Inter é novo líder