icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/12/2013
12:23

A Juventus foi multada em cinco mil euros (cerca de R$ 15.800) pela Justiça Desportiva da Itália devido ao comportamento de seus torcedores mirins. No entanto, absolveu o zagueiro Spolli, do Catania, investigado por suposta ofensa racista ao atacante do MIlan, Balotelli, no duelo entre as duas equipes no último domingo.

A sentença que condenou a Juventus dizia que "seus torcedores gritaram repetidamente um coro injuriosos contra um adversário", no caso o goleiro Brkic, da Udinese.

A questão é que no setor atrás do gol do time visitante estavam 12.500 crianças de escolas públicas de Turim. Os pequenos ocuparam o lugar onde costumeiramente ficam os torcedores mais radicais, que estão proibidos de entrar no Juventus Stadium por causa de cânticos racistas.

Já quanto ao caso envolvendo Balotelli e Spolli, o júri entendeu que as imagens não são conclusivas sobre que coisa o defensor disse ao atacante. Ao saber do resultado do julgamento, Balotelli foi irônico.

- Hahahahaha, por sorte existe justiça neste país - se expressou o atacante via Twitter.