icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/07/2013
11:30

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) emitiu uma nota em seu site oficial sobre o pedido do Rayo Vallecano para rever a sua punição. O órgão declarou que mudar a decisão da Uefa está fora de sua jurisdição, e que não tem competência para recolocar o clube de Madri na Liga Europa.

Por ter dívidas e não estar adequado à política do fair play financeiro, o Rayo perdeu o direito de disputar a competição continental. O mesmo já tinha acontecido com o Málaga, que foi o justamente o que abriu vaga para o time. Mas como também não conseguiu se adequar, o Sevilla, nono colocado na Liga Espanhola, deve herdar o direito.

Ao saber da decisão, o Rayo anunciou que vai continuar com os recursos, e que vai esgotar as vias no âmbito jurídico para participar da Liga Europa da próxima temporada.

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) emitiu uma nota em seu site oficial sobre o pedido do Rayo Vallecano para rever a sua punição. O órgão declarou que mudar a decisão da Uefa está fora de sua jurisdição, e que não tem competência para recolocar o clube de Madri na Liga Europa.

Por ter dívidas e não estar adequado à política do fair play financeiro, o Rayo perdeu o direito de disputar a competição continental. O mesmo já tinha acontecido com o Málaga, que foi o justamente o que abriu vaga para o time. Mas como também não conseguiu se adequar, o Sevilla, nono colocado na Liga Espanhola, deve herdar o direito.

Ao saber da decisão, o Rayo anunciou que vai continuar com os recursos, e que vai esgotar as vias no âmbito jurídico para participar da Liga Europa da próxima temporada.