icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/12/2013
07:07

Enquanto uma ligação telefônica poderá causar uma mudança drástica na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro de 2013, os tribunais de Justiça Desportiva na Europa já respiram os ares do Século 21.

Na Itália, por exemplo, as penas imputadas aos jogadores são publicadas no site da Liga Italiana assim que são conhecidas. Os clubes, por sua vez, são comunicados sobre que atletas não terão condições de jogo nas rodadas subsequentes por meio de mensagem eletrônica.

Os responsáveis pela Justiça Desportiva espanhola também encontraram uma forma bastante simples para evitarem ruídos de comunicação como o verificado no imbróglio envolvendo o advogado Osvaldo Sestário e a Portuguesa: assim que a sentença é publicada, o clube é informado mediante fax ou e-mail sobre a decisão.

Os ingleses foram outros que entenderam que a internet pode ser uma aliada, já que punições e suspensões são publicadas no site da entidade que dirige o futebol local.

No aspecto celeridade, os três países também podem contribuir com o Brasil. Na Espanha, o juiz, sem necessidade de audiência, analisa as ocorrências e, com base na lei esportiva local, divulga as sentenças dois dias após a rodada.

Os italianos também aboliram a necessidade dos trâmites burocráticos. Assim como na Espanha, as decisões são proferidas por um juiz em um prazo de 48 horas. Se houver jogo no meio de semana, a decisão é conhecida na própria segunda.

Os ingleses também trabalham com o mesmo prazo adotado nos dois países. Na Terra da Rainha, no entanto, as decisões dos julgamentos são soberanas e não é dado direito de recurso aos clubes.