icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/11/2013
11:53

Visando a partida contra o Cruzeiro, do próximo sábado, no Maracanã, o técnico Adilson Batista aproveitou a atividade desta quarta-feira para promover alguns testes no Vasco. Em boa parte da atividade tática, o time foi postado no 4-4-2. Porém, na parte final da atividade, voltou ao 3-6-1.

O trabalho começou com: Fagner, Renato Silva, Cris e Yotún; Abuda, Guiñazú, Pedro Ken e Marlone; Edmilson e Thalles. Na sequência, Adilson sacou Thalles para testar Tenório na sua vaga e trocou Renato Silva por Luan, que foi titular na vaga do lesionado Jomar no jogo contra o Grêmio. Após cerca de 20 minutos, Marlone deu lugar a Bernardo no meio. Já no fim da atividade, Fagner foi substituído e o time ficou com três zagueiros: Renato Silva, Luan e Cris.

O zagueiro Jomar passou por um exame no músculo da coxa direita e não participou do treino no campo. A tendência, porém, é que ele esteja à disposição da comissão técnica para o jogo de sábado.

Na beira do gramado, Thiago, filho do governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, que é vascaíno, acompanhou a atividade, pegou autógrafos e tirou fotos com os jogadores do elenco.

Com cerca de uma hora de treinamento, houve um princípio de confusão na arquibancada social da Colina. Um torcedor começou a questionar o meia Marlone dizendo que ele já estava vendido e foi repreendido pela maioria dos vascaínos, que logo começaram a cantar música de apoio ao clube. Cinco minutos depois, os ânimos se acalmaram.