icons.title signature.placeholder Caio Carrieri
18/11/2013
16:19

A Universidade Internacional da Flórida (FIU, sigla em inglês) recebeu nesta segunda-feira o último treino da Seleção Brasileira em 2013. Antes de fechar contra o Chile, em Toronto (CAN), nesta terça-feira (23h de Brasília), o calendário de amistosos da temporada, os jogadores trabalharam com um ambiente leve e tranquilo.

Logo na habitual roda de bobinho para aquecimento pré-atividade, o zagueiro Dante, natural de Salvador (BA), teve atuar as brincadeiras de Robinho. Irreverente como sempre, o atacante aproveitou que o defensor estava no centro do círculo para tentar desarmar os companheiros, e incentivou:

- Bora, Bahêa! Bora, Bahêa! Bora, Bahêa! - foi o grito insistente do Rei da Pedalada, até o beque ser efetivo em um bote.

A cena seguinte pode ser uma síntese do espírito de coletividade e união que Luiz Felipe Scolari tenta passar cada vez mais ao grupo. Antes do rachão, o treinador tomou a iniciativa de tentar posicionar a trave móvel. Como a baliza é pesada, Felipão precisou de ajuda, e todos os atletas fizeram um mutirão para erguer a meta.

A rivalidade sadia entre os jogadores esquentou quando a bola rolou no recreativo. Thiago Silva foi um dos que marcaram gols - ele teve a assistência de Willian. Neymar quase protagonizou o lance mais bonito na universidade. Arriscou uma bicicleta, mas bola não tomou a direção correta.

A equipe de colete verde, com Robinho, Neymar e cia. fez uma roda para festejar o êxito no rachão. Formaram uma circunferência, giraram e cantaram ao estilo tribal, com Bernard no centro da roda.

A despedida de Miami ainda contou com a presença de cerca de 20 torcedores nas arquibancadas. Ao longo da semana passada, na preparação para a goleada por 5 a 0 sobre o Honduras, que aconteceu no sábado, o acesso de fãs era mais restrito.

Torcedores assistem à parte final do treinamento da Seleção, em Miami (Foto: Caio Carrieri)

*O repórter viaja a Miami a convite da Gillette.