icons.title signature.placeholder Alexandre Braz
01/04/2014
10:47

Assim como o programado, os jogadores do Botafogo fizeram novo protesto na manhã desta terça-feira, no campo anexo do Engenhão. Antes do início do treinamento, o elenco, assim como ocorrera no sábado e na segunda-feira, ficou sentado por cerca de dez minutos em um dos lados do campo. A medida foi tomada mediante aos contantes atrasos nos salários. O trabalho do último domingo foi cancelado pelo mesmo motivo.

Depois da minifestação, o técnico Eduardo Hungaro comandou um treino de bolas paradas. Esta foi a última atividade antes da partida de quarta-feira, contra o Unión Española, às 19h45, no Maracanã, pela fase de grupos da Copa Libertadores. Suspensos, Gabriel, Edilson e Ferreyra ficam fora do jogo. Bolatti, Lucas e Henrique serão os respectivos substitutos.

Após o jogo de quarta-feira, ainda não está definido se os protestos irão continuar. Diretoria e jogadores divergem quanto ao que é devido ao elenco. Enquanto os atletas falam em dois meses de atrasos, dirigentes dizem ser apenas um mês. Além disso, estaria atrasado a premiação pela classificação à fase de grupos da Libertadores. 

O Botafogo está definido com: Jefferson, Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Bolatti, Lodeiro e Jorge Wagner; Wallyson e Henrique.

Nessa segunda, jogadores do Botafogo protestaram contra salários atrasados