icons.title signature.placeholder Felipe Domingues
29/07/2014
14:10

A Seleção Brasileira masculina de basquete segue sua preparação para a Copa do Mundo da Espanha, no final de agosto. Nesta terça-feira, a equipe treinou na sede do Bradesco, em Osasco, São Paulo, em um treino bastante concorrido.

Entre os dias 31 de julho e 2 de agosto, a Seleção participa de um desafio de basquete no Rio de Janeiro, onde encara as equipes da Angola e Argentina. Mais um degrau na preparação para a sonhada medalha Mundial.

- Espero que a gente tenha um bom desempenho (Mundial), a gente está treinando muito forte. O Rubén está puxando bastante nos treinos. Vamos ter alguns jogos no Maracanãzinho para que a gente faça o que sabe fazer - comentou Leandrinho.

Vindo de uma péssima apresentação na Copa América (Pré-Mundial), a Seleção foi eliminada ainda na primeira fase, sem nenhuma vitória, e precisou de um convite da Fiba (Federação Internacional de Basquete) para disputar o Mundial. Preocupa? Não para Nenê.

- Estamos no preparando ao máximo. Estamos fazendo o que é cabível e devido. Mas o esporte é feito de altos e baixos e as pessoas precisam ter a sensatez pra entender que nem todos os dias são flores - comentou Nenê.

Treino fechado, confuso e concorrido

O treinador da equipe, Rubén Magnano, optou por fechar as atividades táticas da imprensa, deixando o treino fechado por mais de uma hora. Nas arquibancadas do Ginásio, apenas atletas do Centro de Desenvolvimento Esportivo da instituição, jovens entre 8 e 20 anos, e colaboradores do Bradesco.

No final do treinamento, os jovens puderam entrar na quadra e interagir com os jogadores, causando um verdadeiro tumulto por fotos, autógrafos e até mesmo abraços dos atletas. Os jornalistas, tiveram um obstáculo a mais para tentar uma palavra dos jogadores...


Jornalistas tiveram de "dividir a atenção" dos jogadores nas entrevistas, com os jovens do Bradesco (Foto: Ale Cabral/LANCE!Press)