icons.title signature.placeholder Bruno Uliana
11/06/2014
16:01

A um dia do início da Copa do Mundo, o entorno da Arena Corinthians virou uma verdadeira praça de guerra. No entanto, se engana quem pensa que houve algum tipo de briga ou manifestação violenta. A única batalha vista foi a de cantorias e animação entre os torcedores brasileiros e os turistas que vieram torcer por seus países.

Hondurenhos, colombianos, chilenos, portugueses, mexicanos e, claro, brasileiros. Todos eles resolveram se encontrar nas ruas próximas à Arena Corinthians na tarde em que a Seleção Brasileira faz seu primeiro treino no estádio para reconhecimento do gramado.

Em grande maioria, os brasileiros eram os mais barulhentos. Entoando cantos como: "Eu sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor…", já conhecidos pela maioria, eles conseguiam empolgar até alguns profissionais da imprensa internacional. Exemplo: uma repórter sul-coreana foi envolvida no meio da festa e até ensaiou cantar junto.

Porém, os colombianos e mexicanos também fizeram bonito. Os primeiros, que estavam em número surpreendente, já que a Colômbia não joga em São Paulo, chegaram a fazer mais barulho que os brasileiros em alguns momentos. Já os mexicanos, todos portando bebidas alcoólicas, também esbanjaram empolgação.

Foi possível ver também argentinos e brasileiros juntos, abraçados e brincando sobre uma possível final entre os países considerados maiores rivais na América do Sul.

Outro fator curioso foi o excesso de corintianos entre os torcedores. Além das camisas e bandeiras, era possível ouvir um "Vai, Corinthians!" entoado a cada pausa entre as músicas.