icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
26/02/2015
11:12

Um das maiores dúvidas em torno da disputa de cinturão dos médios entre Vitor Belfort e Chris Weidman é em relação ao desempenho atlético do brasileiro. O lutador não pisa no octógono desde que o TRT (Terapia de Reposição de Testosterona) foi banida do esporte. Diante da remarcação do confronto com o americano pela segunda vez, agora previsto para acontecer no dia 23 de maio, em Las Vegas (EUA), pelo UFC 187, Henri Hooft, treinador de Vitor, deu sua opinião sobre a diferença física do atleta sem o tratamento.

Segundo o especialista em muay thai, em entrevista ao Submission Radio, Belfort está mais fraco sem o uso do TRT, mas ainda assim estará com um porte físico maior que o de Weidman no dia da luta pelo título. Aos 37 anos e sem o tratamento, o corpo do lutador não é mais o mesmo, mas isso não diminui suas chances de ser campeão do mundo pela terceira vez no Ultimate.

- Posso dizer que o corpo dele mudou um pouco, mas tecnicamente ele é um dos melhores do mundo. Ele vai se tornar o melhor e na categoria de peso dele, Vitor tem uma boa chance de bater WeidmanNão sei dizer como o psicológico dele estará para essa luta, mas Vitor me parece muito bem. Talvez um pouco menos forte do que quando usava TRT. Ele parecia mais forte, mas parecer mais forte e estar mais forte é diferente. Vitor nunca vai aparecer menor do que o Weidman, ele já lutou entre os pesados e nunca vai aparecer pequeno - declarou, em trecho reproduzido pelo site Ag Fight.