icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
18/04/2014
13:27

Campeão da Copa do Nordeste e a um empate de sagrar-se campeão estadual, o Sport Recife tem vivido boa fase e despertado a confiança de jogadores e membros da comissão técnica. A dois dias da estreia no Brasileirão diante do Santos, o técnico Eduardo Baptista ressalta que a prioridade do Rubro-Negro é se manter na elite e mostra otimismo na busca por "algo mais" dentro da competição:

- Você não pode deixar de colocar aqueles dez times do Sul/Sudeste como favoritos. Pelo poderio financeiro, você pode apontá-los como candidatos ao título. Mas todo ano temos as surpresas. Teve Goiás, Vitória e Atlético-PR no ano passado. Então, isso nos dá uma esperança. Mas, lógico, a nossa primeira meta é se manter na Série A. É muito difícil fazer essa mudança da Série B para a Série A. Mas, hoje, eu acredito que nós possamos pensar em algo a mais - avaliou.

Embalado pelos sucessos recentes, o treinador ainda acrescentou que acredita estar em ritmo de Série A:

- Nestes últimos jogos, acredito que entramos na realidade de uma Série A. Não digo em poderio financeiro. A dificuldade de disputar uma final no Castelão. Uma semifinal com o Santa Cruz, que tem uma rivalidade muito grande. Acredito que nós já respiramos sinais de Série A - afirmou ele.

Eduardo Baptista citou também as pedras no caminho que o Leão da Ilha teve no ano de 2012, no qual acabou sendo rebaixado para a segundona, para depois afirmar que o momento atual é diferente:

- Em 2012, nós fomos muito mal no Pernambucano e caímos logo na Copa do Brasil. Isso gerou mudança no comando. Acabou que, quando fomos nos reerguer, faltavam 12 ou 13 rodadas e não dava tempo. Acredito que agora, com essas nossas partidas, nos dá mais confiança e é importante para a Série A. Acho que esse é o nosso diferencial em relação à 2012 - concluiu, mostrando confiança no contexto atual.