icons.title signature.placeholder Rodrigo Cerqueira
icons.title signature.placeholder Rodrigo Cerqueira
29/07/2013
15:44

A Copa Sul-Americana tem um novo patrocinador. Trata-se da Total, uma das maiores empresas de petróleo e gás do mundo, presente em mais de 130 países. O acordo de patrocínio da competição que começa nesta terça-feira é válido por dois anos. Envolve também o naming rights do torneio, que passa a ser denominado Copa Total Sul-Americana. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, em Buenos Aires.

Apesar da euforia, os valores do novo contrato não foram divulgados. Segundo José Luis Meiszner, secretário-geral da Conmebol, o cálculo em cima dos valores repassados aos clubes precisa levar em conta a possibilidade de o campeão participar ainda de torneios seguintes, como a Copa Suruga e a Recopa. O dirigente afirmou ao LANCE!Net que as federações nacionais terão conhecimento desses incrementos, e que não pode divulgar o acordo:

- Temos uma parceria com uma das empresas mais importantes do mundo. Essa Copa se apresenta com enorme orgulho e expectativa. Será muito mais forte e estará mais perto de posicioná-la entre os principais torneios do mundo.

Quem comemorou o acordo foi o presidente da Conmebol, Eugenio Figueredo. Em Assunção (PAR) para a reunião do Comitê Executivo da Conmebol, nesta semana, o dirigente deixou claro através de um comunicado que esta nova parceria estabelece um novo marco nas relações comerciais e esportivas da entidade.

- Estamos orgulhosos que uma empresa do porte e importância da Total esteja apoiando a competição. Temos o prazer de anunciar que ela será chamada de Copa Total Sul-Americana, e gostaríamos de agradecer por parceria, que, certamente, será um grande sucesso - afirmou Figueredo.

Segundo Pierre-Yves Sachet, vice-presidente sênior da Total nas Américas, este acordo permitirá uma maior interação da empresa com o público, além de proporcionar novas ações de marketing:

- Estamos muito felizes de associar nossa marca em uma das competições mais importantes do mundo. Depois de ver os excelentes resultados com Boca Juniors e América (MEX) queremos ampliar nossa atuação no futebol. Para alcançar um público consumidor cada vez mais amplo. Temos a oportunidade de aumentar a exposição da nossa marca.

O campeão da Copa Sul-Americana garante vaga na edição de 2014 da Copa Libertadores, além de garantir o direito de disputar a Copa Suruga do ano seguinte contra o campeão japonês e jogar a final da Recopa Sul-Americana contra o vencedor da Copa Libertadores.

Em 2012, o São Paulo foi o campeão da Copa Sul-Americana. Na edição deste ano, os brasileiros têm direito a oito vagas, mais o Tricolor (atual campeão garante vaga no torneio seguinte). Os clubes confirmados são: Náutico, Coritiba, Ponte Preta, Bahia, Portuguesa, Criciúma, Vitória e Sport.

A Total é patrocinadora do Boca Juniors pelo quarto ano consecutivo, além de patrocinar também as equipes de Fórmula 1 Red Bull e Lotus.

A Copa Sul-Americana tem um novo patrocinador. Trata-se da Total, uma das maiores empresas de petróleo e gás do mundo, presente em mais de 130 países. O acordo de patrocínio da competição que começa nesta terça-feira é válido por dois anos. Envolve também o naming rights do torneio, que passa a ser denominado Copa Total Sul-Americana. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, em Buenos Aires.

Apesar da euforia, os valores do novo contrato não foram divulgados. Segundo José Luis Meiszner, secretário-geral da Conmebol, o cálculo em cima dos valores repassados aos clubes precisa levar em conta a possibilidade de o campeão participar ainda de torneios seguintes, como a Copa Suruga e a Recopa. O dirigente afirmou ao LANCE!Net que as federações nacionais terão conhecimento desses incrementos, e que não pode divulgar o acordo:

- Temos uma parceria com uma das empresas mais importantes do mundo. Essa Copa se apresenta com enorme orgulho e expectativa. Será muito mais forte e estará mais perto de posicioná-la entre os principais torneios do mundo.

Quem comemorou o acordo foi o presidente da Conmebol, Eugenio Figueredo. Em Assunção (PAR) para a reunião do Comitê Executivo da Conmebol, nesta semana, o dirigente deixou claro através de um comunicado que esta nova parceria estabelece um novo marco nas relações comerciais e esportivas da entidade.

- Estamos orgulhosos que uma empresa do porte e importância da Total esteja apoiando a competição. Temos o prazer de anunciar que ela será chamada de Copa Total Sul-Americana, e gostaríamos de agradecer por parceria, que, certamente, será um grande sucesso - afirmou Figueredo.

Segundo Pierre-Yves Sachet, vice-presidente sênior da Total nas Américas, este acordo permitirá uma maior interação da empresa com o público, além de proporcionar novas ações de marketing:

- Estamos muito felizes de associar nossa marca em uma das competições mais importantes do mundo. Depois de ver os excelentes resultados com Boca Juniors e América (MEX) queremos ampliar nossa atuação no futebol. Para alcançar um público consumidor cada vez mais amplo. Temos a oportunidade de aumentar a exposição da nossa marca.

O campeão da Copa Sul-Americana garante vaga na edição de 2014 da Copa Libertadores, além de garantir o direito de disputar a Copa Suruga do ano seguinte contra o campeão japonês e jogar a final da Recopa Sul-Americana contra o vencedor da Copa Libertadores.

Em 2012, o São Paulo foi o campeão da Copa Sul-Americana. Na edição deste ano, os brasileiros têm direito a oito vagas, mais o Tricolor (atual campeão garante vaga no torneio seguinte). Os clubes confirmados são: Náutico, Coritiba, Ponte Preta, Bahia, Portuguesa, Criciúma, Vitória e Sport.

A Total é patrocinadora do Boca Juniors pelo quarto ano consecutivo, além de patrocinar também as equipes de Fórmula 1 Red Bull e Lotus.