icons.title signature.placeholder Daniel Guimarães e Roberto Veloso
20/11/2013
10:28


A torcida do Vasco ignorou o feridado desta quarta-feira, dia da Consciência Negra, e acordou cedo. Cerca de 30 minutos antes do início das vendas, cerca de 200 cruz-maltinos já formavam uma longa fila na bilheteria 9 de São Januário em busca de ingressos para o jogo do próximo sábado, às 19h30, contra o Cruzeiro, no Maracanã.

- Sai cinco horas da manhã de São Gonçalo, cheguei aqui em São Januário às 6h, vou comprar e sábado to no Maracanão com 70 mil pessoas, o sentimento não para nunca. É Vasco, não vamos cair não - destacou o torcedor André Luiz, que estava entre os três primeiros da fila.

Na fila, os torcedores mostraram bastante animação. O zagueiro Dedé, que é ídolo da torcida vascaína e hoje defende o Cruzeiro, foi lembrado pelos cruz-maltinos, que pediram para ele fazer um gol contra e dar uma "ajudinha" ao clube. Conforme noticiou o LANCE!Net, o defensor, que já declarou torcer pela permanência do Gigante da Colina na Série A, pode ser poupado da partida. Os vascaínos pediram ainda uma formação mais ofensiva ao técnico Adilson Batista.

Em busca do incentivo da torcida, a diretoria vascaína realizou uma promoção de ingressos para o jogo. A entrada mais barata, para os setores Sul e Norte, custa R$ 20, com meia entrada a R$10. As vendas dos 55.800 bilhetes para o confronto entre o Cruz-Maltino e a Raposa foram iniciadas nesta quarta.

O Vasco encara uma vitória na partida como fundamental na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.