icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/04/2014
16:22

Os casos de perda de pontos após a escalação de jogadores irregulares envolvendo Flamengo e Portuguesa ainda dão o que falar. Na partida desta quarta-feira, entre Tupi (MG) x Fluminense, em Juiz de Fora, a torcida do Galo Carijó promete um protesto envolvendo o uso de tapetes contra a decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), que manteve o Tricolor carioca na Série do Campeonato Brasileiro.

Em entrevista ao LANCE!Net, o advogado do Fluminense, Mário Bittencourt, estranhou o boato divulgado nesta semana que dava conta que os torcedores do Tupi levariam ao estádio alguns tapetes para provocar o Flu em alusão a um suposto tapetão. Para ele, os autores de tal ação não seriam torcedores do clube, uma vez que o Tupi também foi representado por ele no STJD ano passado e a lei foi cumprida, assim como ocorreu no caso envolvendo o Fluminense. Mário Bittencourt questionou este conceito de tapetão.

- Tapetão significa justamente a tentativa de mudar as decisões da Justiça Desportiva na Justiça Comum como tentou fazer a Portuguesa, sem sucesso, após perder o processo definitivo no STJD. Felizmente a Constituição Federal e a Lei Pelé garantem a autonomia da Justiça Desportiva nestes casos específicos e o judiciário brasileiro deu a resposta frustrando todas as tentativas de torcedores e da própria Portuguesa - disse