icons.title signature.placeholder Raphael Bózeo
15/11/2014
17:30

Macaé recebe pessoas de todo o país por conta do amplo mercado offshore, e os paraenses que moram na Capital do Petróleo e torcem para o Remo aproveitaram a partida para provocar o rival. Cerca de 20 pessoas que vieram do Pará para Macaé por conta do trabalho organizaram uma torcida para esse duelo.

Um deles é Nielton Martins, que tem 27 anos e que já mora em Macaé há 15. Torcedor do Remo, ele também tem o Macaé Esporte no coração e conta que uniu o "útil ao agradável" nesse duelo.

- Vim torcer para o Macaé e contra o Paysandu. Já me sinto macaense por todo esse tempo aqui, mas não dá para esquecer a rivalidade lá do Pará. Vou torcer em dobro - conta Nielton.


Torcida faz a festa na arquibancada do estádio Moacyrzão (Foto: Raphael Bózeo)

Antes do início da partida, o grupo se instalou próximo a torcida do Paysandu, do lado direito das cabines, e uma troca de provocações aconteceu até o apito inicial. Dois policiares tentaram impedir que as bandeiras fosse abertas, mas logo eles foram liberados para esticar.