icons.title signature.placeholder Pedro Barboza
30/07/2014
19:06

Se o Flamengo vive um momento financeiro um tanto quanto complicado, um grupo de torcedores rubro-negros criou o "Flamengo da Nação" para ajudar o clube em investimentos exclusivamente para o futebol, com doações de qualquer quantia a partir de R$ 5. Lançado nesta quarta-feira, o projeto já arrecadou R$ 883,20 aos cofres rubro-negros.

De acordo com o presidente Eduardo Bandeira de Mello, o projeto foi criado pelo grupo de torcedores e foi abraçado pelo clube, que se comprometeu a destinar o valor arrecadado como fonte para contratações assim como o Sócio-Torcedor.

- A torcida criou um canal para que pudessem ter uma relação ainda maior com o clube. Esse projeto nos foi apresentado, disponibilizamos uma conta e aderimos a causa. Agora os torcedores poderão fazer doações para o futebol - afirmou o mandatário rubro-negro.

Por ouro lado, de acordo com Lucas Defanti, um dos idealizadores do projeto, as doações não serão destinadas a pagamento de dívidas. Além disso, Lucas explicou que o Flamengo se comprometeu com a transparência do projeto.

- Criamos esse projeto Flamengo da Nação com o objetivo de trazer a torcida ainda mais perto do clube. Não existe intermediário, o dinheiro está sendo angariado só pelo clube. Esse dinheiro será investido em novos jogadores, não é para pagar dívida, nem multas rescisórias. Teremos um site que terá um relógio financeiro, e o Flamengo disponibilizará o extrato semanalmente. Eles se comprometeram ainda em uma auditória semestral. Assinamos um memorando e teremos de dar explicações como o dinheiro foi aplicado - explicou o torcedor.

Além do Flamengo da Nação, Bandeira de Mello fez questão de agradecer o apoio com outro projeto, o Flamengo em Dia, no qual os rubro-negros quitam parte de dívidas do clube.

- "Flamengo Em Dia" é outro projeto, e esse é para o pagamento de dívidas federais. Nesse, o Flamengo não tem administração nenhuma. Foi lançado hoje (quarta), e mesmo sem divulgação necessária, se tem cerca de 70 mil em dívidas abatidas - finalizou.