icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
18/02/2015
12:22

Nos minutos finais da derrota por 1 a 0 para o Emelec na última terça-feira, a torcida da Universidad de Chile ignorou as regras da Conmebol e protestou nas arquibancadas utlizando sinalizadores.

Os torcedores reclamavam do presidente, Carlos Heller, que rompeu as regalias aos organizados. O ato pode prejudicar o time, já que a determinação da Conmebol proíbe o uso de objetos pirotécnicos dentro do estádio, cabendo multa e punições. Uma delas é jogar de portões fechados.

- Rechaçamos absolutamente o tema dos sinalizadores. A gente entende o que está sendo pedido. Se há gente que não tem cabeça para compreender, espero que interpretem isso, porque não sou sociólogo ou psicólogo para explicar essas atitudes - disse Heller.

No último ano, a La U já foi punida em US$10 mil por que os torcedores atiraram objetos dentro de campo. Pertencente ao grupo 4, o time chileno é o próximo adversário do Internacional.