icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/07/2013
14:54

O atacante Fábio Junior foi homenageado por uma torcida organizada do América Mineiro, na Arena Independência, após o jogo contra o Paraná. O duelo terminou empatado por 2 a 2 e foi válido pela Série B do Campeonato Brasileiro.

O jogador, que chegou ao América no início de 2010, atingiu a marca de 164 partidas oficiais e marcou 72 gols com a camisa do Coelho. Caso marque mais dois, Fábio Junior ultrapassará Samuel, que atuou no clube no período entre 1965 e 1970, e detém a marca de décimo maior goleador da história do América.

Fábio Junior recebeu uma placa estilizada com a inscrição "Fábio Junior - O Eterno", em referência ao apelido dado ao atacante pelo repórter Emerson Romano, da Rádio Itatiaia, das mãos do torcedor e conselheiro do clube, Cláudio Sálvio.

O atacante também recebeu uma camisa personalizada da torcida organizada Talibãs.

O atacante Fábio Junior foi homenageado por uma torcida organizada do América Mineiro, na Arena Independência, após o jogo contra o Paraná. O duelo terminou empatado por 2 a 2 e foi válido pela Série B do Campeonato Brasileiro.

O jogador, que chegou ao América no início de 2010, atingiu a marca de 164 partidas oficiais e marcou 72 gols com a camisa do Coelho. Caso marque mais dois, Fábio Junior ultrapassará Samuel, que atuou no clube no período entre 1965 e 1970, e detém a marca de décimo maior goleador da história do América.

Fábio Junior recebeu uma placa estilizada com a inscrição "Fábio Junior - O Eterno", em referência ao apelido dado ao atacante pelo repórter Emerson Romano, da Rádio Itatiaia, das mãos do torcedor e conselheiro do clube, Cláudio Sálvio.

O atacante também recebeu uma camisa personalizada da torcida organizada Talibãs.