icons.title signature.placeholder Rodrigo Vessoni
03/06/2014
21:08

Um grupo de torcedores organizados do Corinthians abordou nesta terça-feira à noite no Parque São Jorge o ex-presidente Andrés Sanchez, responsável pela Arena Corinthians, e reclamou pelo alto preço dos ingressos do estádio.

A arquibancada provisória do Lado Sul, aberta no duelo contra o Botafogo, no último domingo, foi o ingresso mais barato, no valor de R$ 40. O setor Norte Inferior, disponível para torcedores de organizadas cadastrados na Federação Paulista de Futebol, custou R$ 50. Os outros setores foram os seguintes: Sul Inferior (R$ 50), Leste Inferior (R$ 80), Leste Superior (R$ 180), Oeste Inferior (R$ 250), Oeste Inferior (R$ 250) e VIP (R$ 400), com sócios-torcedores tendo 30% de desconto no valor cheio.

A reportagem do LANCE!Net acompanhou à distância a discussão e depois questionou Sanchez sobre o conteúdo da conversa.

– Pergunte para eles – respondeu, referindo-se aos torcedores, que já haviam ido embora do local.

No empate por 1 a 1 com o Atlético-PR, no Canindé, pelo Brasileirão, as organizadas fizeram um protesto contra Sanchez com gritos de "Andrés, aqui não tem burguês" e "Doutor, eu não me engano, cinquenta conto [sic] é roubar corintiano".

Sonho realizado! Arena Corinthians ganha livro

O ex-presidente esteve na sede do clube para o lançamento do livro “Arena Corinthians - A Nossa Casa”, escrito pelo jornalista Tadeo Sanchez Oller. Os vice-presidentes Elie Werdo e Luis Paulo Rosenberg - que estava à frente do estádio no início do projeto em 2010 -, o arquiteto Aníbal Coutinho e funcionários da Odebrecht, construtura responsável, também estiveram presentes.

O estádio de Itaquera foi palco de dois jogos-teste (Corinthians x Figueirense e Corinthians x Botafogo) e abrirá a Copa do Mundo no dia 12 de junho, com Brasil x Croácia.