icons.title signature.placeholder Carlos Alberto Vieira
23/04/2014
14:31

Não importa o país. Em dia de grande evento vai estar cheio de barraquinha no entorno do estádio. Lá dá para se encontrar a réplica da camisa oficial sendo vendida pela metade do preço em tendinhas que contam com a autorização do clube. Um mar de gente vendendo cachecóis e a turma do cachorro-quente.

O Santiago Bernabéu estava quase às moscas. Fotógrafos ingleses aguardavam a abertura do seu setor – normalmente fotógrafos são os primeiros e os últimos a deixarem os estádios em dias de jogos os primeiros comerciantes arrumam as suas barracas para vender as réplicas autorizadas de itens oficiais do Real Madri, algus poucos policiais começavam a planejar a segurança, alguns turistas entravam e saíam do restaurante que dá ao cliente uma visão interna do estádio, os cambistas acenavam com ingressos para aqueles que estavam dispostos a pagar R$ 1500 no bilhete que oficialmente custava por volta de R$300, mas já estavam oficialmente esgotados.

Nesta hora chegou o primeiro ônibus de torcedores do Bayern. Quase todos os 40 passageiros eram jovens, que tiram de letra uma inusitada rota Munique-Madri.

- A viagem dura 24 horas. Mas vale a pena. Acredito numa vitória do Bayern por 2 a 1 – disse Schuddle, o único que arriscava alguma coisa no inglês naquele grupo.

Nem todos eram de Munique:

- Sou de Munster – disse Göste, ainda com cara de sono e parecendo procurar alguma coisa.

E estava mesmo. Chegar bem cedo tem algumas vantagens, como a de visitar a loja oficial do Real Madrid, três andares com todas as variações do mesmo tema. A camisa oficial da conquista da Copa do Rei, uniformes 1, 2 e 3. Cinto, bola, plaquinha, cachecol. Camisa oficial de todos os jogadores profissionais. De Cristiano Ronaldo a Casemiro, em todos os tamanhos e ao preço salgado de R$ 260. Aumente mais dez por cento se você quiser colocar o seu próprio nome na camisa.

Naquela altura a loja começava a ficar cheia de alemães. Todos querendo levar alguma coisa do Real para casa. Numa boa. Rivalidade? Pelo visto, só mesmo em campo.

Real Madrid sai na frente do Bayern na semifinal da Champions