icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/07/2014
10:47

A segunda-feira de treinos do Bahia foi mais agitada do que o esperado. No início do dia, foi anunciada a demissão do gerente de futebol do clube, Cícero Souza, e do diretor de futebol, Ocimar Bolicenho. Os dirigentes se juntam a Marquinhos Santos, demitido após derrota para o Internacional.

Antes do treino começar no Fazendão, um grupo de torcedores compareceu ao local para protestar a má fase do clube, e um indivíduo chegou a pichar os muros do Fazendão, com dizeres de "não aguentamos mais" e "a paz acabou".

Ao fim do treino, uma cena lamentável: o carro do atacante Maxi Biancucchi foi cercado por um grupo, que bloqueava a saída do estacionamento, e foi apedrejado. A diretoria tricolor confirmou o ocorrido, mas não irá se manifestar até ter esclarecido todas as ocorrências.

Nesta terça-feira, os jogadores voltam às atividades no Fazendão, sob o comando de Charles Fabian, treinador interino, enquanto a nova diretoria segue em busca de um novo comandante tricolor. Por medida de segurança, duas viaturas da Polícia Militar de Salvador foram chamadas para o Fazendão.