icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!/RADAR
22/02/2015
18:39

O futebol brasileiro teve mais um ato de racismo, que foi registrado neste domingo, segundo o site "Folha Uol". O fato ocorreu durante a partida entre o São Paulo (RS) e o Internacional, pelo Campeonato Gaúcho. Um torcedor do São Paulo foi detido durante o primeiro tempo por cometer injúria racial contra um segurança do Internacional. Também segundo o site, após ação imediata da Brigada Militar, o torcedor foi levado à delegacia.

- O fato ocorreu durante o primeiro tempo. Um rapaz proferia palavras racistas contra um dos profissionais do Inter. Na hora acabamos detendo ele e levando ambos para o posto da Brigada. O rapaz do Inter identificou o cidadão, que não negou ter falado as coisas. Foram imediatamente para delegacia e o cidadão vai responder por seus atos - disse o Capitão Mendonça, da Brigada Militar da cidade, à Rádio Guaíba.

Também informou o site que a Delegacia de Polícia da cidade de Rio Grande dara sequência aos trâmites. O torcedor pode pegar pena de até 3 anos de prisão, após julgamento. O crime aceita pagamento de fiança.

E MAIS:
> Alex marca dois e Inter derrota o São Paulo-RS no Gauchão

Não foi a primeira vez que atos desse tipo foram cometidos no Campeonato Gaúcho. No ano passado, o árbitro Márcio Chagas da Silva - que na ocasião apitou o jogo entre Esportivo e Veranápolis - foi chamado de 'macaco' e teve o carro coberto por bananas, em Bento Gonçalves, na serra gaúcha.

O jogador Paulão, do Internacional, também ouviu palavras desse tipo, proferidas por uma torcida do Grêmio em um clássico na Arena. No ano anterior, o atacante Vanderlei, do Caxias, também fora ofendido pela torcida do Novo Hamburgo. O mesmo que já havia acontecido com o atacante Zé Roberto, quando defendia o Inter.

Inter e São Paulo jogaram em Rio Grande, pela sétima rodada do Campeonato Gaúcho. A partida terminou com vitória do Internacional por 2 a 1.