icons.title signature.placeholder Guilherme Gomes
01/07/2014
13:13

Um cartaz chamou a atenção no estádio e no entorno da Arena Corinthians antes e durante o confronto entre Argentina e Suíça, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, nesta terça-feira.

Um torcedor brasileiro decidiu "secar" os rivais argentinos de um jeito bem-humorado. Ele fez uma montagem colocando o roqueiro Mick Jagger, também conhecido como o maior pé-frio da história do futebol, com a camisa da Argentina.

A fama de azarado de Jagger vem desde a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Naquele Mundial, toda a seleção para a qual o roqueiro torcia era eliminada. Ele esteve presente em três partidas e as "suas" três seleções perderam. Primeiro, Jagger apoiou a seleção dos EUA no jogo contra Gana pelas oitavas de final. Ele assistiu ao jogo ao lado do ex-presidente americano Bill Clinton. Resultado: os africanos mandaram o oponente para casa. Em seguida, Jagger deu todo o seu apoio à sua seleção de coração, a Inglaterra. Não teve outra. o English Team acabou eliminado pela Alemanha com direito a goleada, 4 a 1. Não satisfeito, Jagger levou seu filho brasileiro Lucas para torcer pela Seleção Brasileira contra a Holanda, nas quartas. Todos sabem o que aconteceu: vitória laranja por 2 a 1 e eliminação da equipe de Dunga.

Passados quatro anos, a fama de azarado de Jagger continua. No jogo de estreia da Inglaterra na Copa do Brasil, ele desejou sorte ao English Team via Twitter, publicando a mensagem "O primeiro jogo da Inglaterra é esta noite, desejando a eles a melhor sorte – vai, Inglaterra!!". A seleção perdeu por 2 a 1 da Itália. Em seguida, antes do jogo entre Inglaterra e Uruguai, ele postou "Vamos, Inglaterra! Esse é o (jogo) para ganhar!". O Uruguai venceu por 2 a 1. Resta torcer para Jagger não decidir apoiar a Seleção Brasileira.