icons.title signature.placeholder Walace Borges
14/12/2013
08:23

O Botafogo não será o primeiro e nem o último a subir os 2.850 metros de altitude para enfrentar o Deportivo Quito no Olímpico Atahualpa. E um time, em especial, passou por grandes problemas contra o time equatoriano em 1986. O Bangu de Marinho, que conversou com a reportagem do LANCE!Net perdeu por 3 a 1 na ocasião e sofreu bastante.

Vivendo situação financeira complicada, Marinho foi acolhido pela diretoria do Bangu e hoje vive no dormitório do Estádio Moça Bonita, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Bem-humorado, ele lembra das dificuldades que passou no dia 25 de julho daquele ano.

- Lembro muito bem de Quito (risos). Como era difícil respirar, rapaz! Não consegui dominar a bola o jogo todo, ela corria demais. Não dava parar dar dois piques em sequência se não morria. Era difícil mesmo. O grande problema é que chegamos em Quito no dia da partida, ou seja, não tivemos a menor preparação. Isso complicou a nossa vida ainda mais - afirmou o ex-camisa 7 do Alvirrubro, lembrando que atualmente a preparação é bem melhor:

- Tenho certeza que eles estarão bem preparados. Como botafoguense que sou, vou torcer para caramba! (risos). Estava com saudade de ver meu time na Libertadores. É bom demais. Estou pensando em ir no Maracanã no jogo da volta. Vai ser muito interessante.

Retrospecto do Deportivo Quieto contra os brasileiros
1986
O Deportivo Quito caiu no grupo de Coritiba e Bangu. Venceu as duas em casa, empatou no Rio e perdeu em Curitiba. Os brasileiros e o Deportivo foram eliminados e o Barcelona (EQU) passou para a segunda fase.

2009
“La Academia” caiu no grupo do Cruzeiro, que acabou vice-campeão. Empatou em casa e perdeu em Minas.

2010
De novo um brasileiro pela frente: o Internacional, campeão da edição. Empatou em casa e perdeu no Sul.

Volta em grande estilo! O que esperar do Botafogo na Libertadores