icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
13/12/2013
16:07

O atleticano Wiliam Batista da Silva, único torcedor que parmanecia internado após a barbárie envolvendo torcidas organizadas de Atlético-PR e Vasco, no último domingo, na Arena Joinville, teve alta médica no início da tarde desta sexta-feira e deixou o Centro Hospitalar Unimed, em Santa Catarina.

William precisou deixar a Arena Joinville de helicóptero direto para o hospital. Ele realizou diversos exames durante a semana e foi confirmada uma fratura em seu crânio. A recomendação do hospital é que ele faça um acompanhamento neurológico em Curitiba.

O torcedor, de 19 anos, foi o último dos quatro brigões a receber alta. Os outros cinco envolvidos na barbárie, três do Atlético-PR e dois do Gigante da Colina, foram liberados no decorrer da semana.