icons.title signature.placeholder Thiago Fernandes
03/06/2014
16:01

A delegação do Chile chega à Toca da Raposa 2, onde fará a sua preparação para a Copa do Mundo, nesta quinta-feira. A estadia da seleção no centro de treinamentos implicou em pequenos ajustes por parte do Cruzeiro, proprietário do local. O fato ainda gera receita semelhante à de um hotel ao clube.

Conforme previsto no acordo firmado com os chilenos, ainda no ano passado, a cúpula estrelada trocou camas, colchões e aparelhos televisivos do lugar.

– Nós alteramos algumas coisas, como camas e colchões, mas isso já estava previsto no contrato que fizemos com a Federação de Futebol do Chile. Trocamos também as antigas televisões por TVs de LED. Tudo ficará na Toca da Raposa 2 depois da Copa do Mundo – explicou o gerente de futebol Valdir Barbosa, em entrevista ao LANCE!Net.

O dirigente avalia a hospedagem da seleção na Toca da Raposa 2 como positiva, devido à divulgação do clube e aos valores pagos pela Federação de Futebol do Chile, que se assemelham a de um hotel.

– A estadia do Chile é vantajosa para nós. Só de termos uma seleção que disputará a Copa do Mundo em nosso centro de treinamentos já é importante para dar visibilidade, recebendo como se fosse hotel, fica melhor ainda – concluiu.

A Raposa não divulga o montante que receberá por conta da estadia dos chilenos no local. O valor, no entanto, agrada os membros da cúpula.

Além das mudanças estruturais, que serão beneficies para o Cruzeiro, outra modificação foi realizada. Os vestiários e o hotel da Toca da Raposa 2 foram customizados e terão imagens e slogans alusivos à seleção chilena.

“A paixão se leva e se mostra em campo” e “Lutamos por nossas cores” são frases que estampam o centro de treinamentos que será a casa do Chile na Copa do Mundo.