icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/04/2014
19:18

O caso de ofensas racistas contra o zagueiro Paulão, do Internacional, ao término do Gre-Nal do último domingo, na Arena do Grêmio, será julgado na próxima quarta-feira, dia 9, no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul. O defensor colorado, o volante Willans e o centroavante Wellington Paulista foram chamados para comparecer ao julgamento.

O TJD também solicitou para que a Arena Porto Alegrense envie todas as imagens do ocorrido, além de imagens da briga entre os torcedores do Inter, que será julgado por este fato. O clube gaúcho não conseguiu identificar o torcedor pelos vídeos, mas publicou uma nota oficial nesta sexta-feira e afirmou que enviou todo o material para o Ministério Público Estadual, que teria mais condições e estrutura para realizar a identificação do agressor apontado por Paulão.

O Tricolor foi denunciado no artigo 243-G, parágrafo segundo, que prevê que o torcedor seja punido com até 720 dias de reclusão dos estádios e multa para o clube. O Colorado será julgado no artigo 213 e também pode ser multado pelo ocorrido no intervaldo do Gre-Nal.

Após o clássico, Paulão acusou um torcedor gremista de imitar sons de macaco quando ele deixava o gramado rumo ao túnel. Willians também teria visto o fato. Os dois jogadores encararam a torcida rival, com o zagueiro aplaudindo ironicamente o fato.

Neste Gauchão, o Esportivo foi julgado também por conta de atos racistas de sua torcida. Foi multado com R$ 30 mil e perdeu cinco mandos de jogo. O recurso feito pela Procuradoria será julgado na quinta-feira, assim como o caso do Passo Fundo, que perdeu oito pontos por conta de escalação irregular de um jogador.