icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/03/2014
18:43

A briga entre jogadores no clássico de Figuerense e Avaí, ocorrida no dia 16 de fevereiro deste ano, foi novamente julgada na noite desta segunda-feira pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD). Mas, poucas penas mudaram.

Pelo lado do Figueira, os jogadores Lucio Maranhão, Dudu e Nem mantiveram-se com um jogo de suspensão - pena que já foi cumprida por todos. Quem também permaneceu com o mesmo tempo de suspensão dado no primeiro julgamento foi Éverton Santos. O atleta deverá ficar de fora por mais três jogos, visto que sua pena é de quatro partidas e, até agora, ele só esteve suspenso em uma.

Já o Avaí terá desfalques por mais tempo. Marquinhos e Eduardo Costa também mantiveram suas punições: respectivamente, dez e cinco jogos de suspensão. O meia e o volante já cumpriram duas partidas. Além deles, Roberto pegou seis partidas, restam cinco fora de campo.

Das mudanças nesse segundo julgamento, uma para as duas equipes e outra somente ao Avaí: os times foram absolvidos de uma multa de R$5 mil dada anteriomente; e o lateral Eduardo Neto que teria quatro rodadas de suspensão, recebeu apenas uma, já cumprida.